Comunicação escolar: como inovar?
Comunicação e Marketing

Comunicação escolar: como inovar?

7 min de leitura

Diminuição no desempenho dos alunos, dificuldade de fidelizar famílias, docentes desempoderados, pais descontentes… Muito dos reflexos negativos decorrentes da falta de comunicação entre escola e famílias já são, por vezes, conhecidos por ambos. Então por que se comunicar com seu público de forma inteligente continua a ser um dos maiores desafios para instituições? 

“A questão é complicada porque o colégio precisa se comunicar com um cliente que não usa diretamente o seu serviço. Afinal, embora quem esteja usufruindo do seu trabalho sejam os alunos, são os pais os verdadeiros clientes das instituições. E isso é um terreno propício a desentendimentos”, avalia o CEO e Cofundador da ClassApp, Vahid Sherafat.

Porém, mesmo frente a tantas adversidades, temos uma boa notícia: existem sim caminhos para uma comunicação escolar “do futuro”. Além de resolver essas deficiências, ainda é capaz de criar relacionamentos mais inteligentes com as famílias.

 

Causas Multifatoriais

Com objetivo de encontrar caminhos que ajudem as escolas a lidarem com o tema, Sherafat estuda as características da comunicação escolar há mais de cinco anos. Seus estudos apontam que as causas do problema são multifatoriais. Primeiramente, começam com a dificuldade de conseguir mediar a ansiedade dos pais no cuidado diário com os filhos, então passando pela complexidade de levar a informação a um público de larga escala (muitas vezes de forma segmentada para atender às diferentes séries e segmentos), assim somando às dúvidas na hora de priorizar os comunicados dentro do cronograma escolar e de contextualizá-los de forma que sejam compreendidos. Além da premência de terem que dar conta do grande volume de conteúdo gerado e, finalmente, de garantir que o recado chegue ao destinatário. Isso sem contar que ainda vão precisar “torcer” para que a mensagem seja realmente lida pelos pais/alunos.

 

Assertividade e Eficiência

Foi pensando em melhorar a relação com toda comunidade escolar, especialmente com os pais, que o Colégio Xingu, de Santo André (SP), encontrou o ClassApp, em 2015.

Segundo a diretora pedagógica Viviane Gonçales Passarini, a instituição ansiava encontrar jeitos mais assertivos de dialogar com as famílias. Os métodos que eles usavam até então, além de onerarem demais o tempo da sua equipe, deixava dúvidas sobre a entrega. Eles não sabiam quem eram os pais que já estavam cientes do conteúdo e quem ainda não tinha aquela informação.

“Começou a surgir essa necessidade dentro da nossa rotina de trabalho. Percebemos que precisávamos encontrar uma maneira de nos comunicarmos com as famílias de forma mais rápida, eficiente, moderna e sustentável. E foi aí que achamos o ClassApp”, conta.

A escola, que atende alunos da Educação Infantil ao Fundamental 2, implementou o uso do ClassApp para todas as séries. E, acima de tudo, a mesma obteve uma recepção extremamente positiva por parte dos pais.

Segundo Viviane, com o ClassApp, o colégio adotou o hábito de realizar enquetes trimestrais para obter a opinião das famílias a respeito de várias decisões que precisam tomar. Inegavelmente, a participação e o engajamento deles neste tipo de interação tem superado as expectativas da escola.

Para ela, fomentar esse tipo de diálogo é uma excelente forma de demonstrar que o Colégio está realmente aberto e interessado em saber a opinião das famílias. “A participação ativa deles contribui, inclusive, para que a escola possa se organizar melhor e ficar ainda mais alinhada com as necessidades dos pais e alunos”, classifica.

Saiba mais: Como usar a Tecnologia para aproximar os pais da escola? 

 

Reportar a rotina para fidelizar as famílias

Já no Colégio Pintando o 7, de Passo Fundo (RS), o ClassApp tem se tornado essencial na hora de acolher os novos alunos que estão em período de adaptação à instituição.

Como é natural, os pais dos estudantes novatos ficam apreensivos quanto à reação e ao comportamento dos filhos neste processo. Então neste momento, o envio de uma foto da criança brincando ou simplesmente sorrindo pode trazer um tremendo alívio para as famílias. E, de quebra, somar pontos à imagem e ao nível de satisfação dos pais frente à escola.

“Nós conseguimos enviar fotos e mensagens contando o que está acontecendo em tempo real na sala de aula. E isso para uma escola que só trabalha com educação infantil, como a nossa, é muito valioso”, diz Juliana Alberti Grossi Reveilleau, diretora administrativa.

Manter um relacionamento próximo com as famílias já era uma característica da Pintando o 7. Porém, a escola tinha muitas dificuldades no uso da agenda de papel. Isso obrigava os pais a estarem constantemente vindo à escola para sanar questões que hoje são facilmente resolvidas pelo aplicativo.

E as vantagens para a consolidação da imagem e da marca de uma escola em reportar sua rotina à família não se restringe apenas aos alunos do Infantil. Como por exemplo, Viviane, do Colégio Xingu, afirma que com o uso da ferramenta “Momentos” do ClassApp – onde é possível compartilhar fotos com todas as pessoas da escola de maneira simples e ágil, em uma espécie de “timeline” – os pais passaram a ter uma visão mais ampla e precisa do trabalho realizado pela instituição, por exemplo.

“Muitos pais chegaram nos dizendo que nem imaginavam que aconteciam tantas coisas incríveis dentro da escola. Ao utilizar a funcionalidade “Momentos”, nós conseguimos passar a dimensão da grandeza do nosso trabalho. Assim mostrando, principalmente, como pensamos diferentes eixos dentro da educação”, comenta.

 

Confira também: Comunicação no ambiente escolar: agilidade sem perder gestão 

 

O futuro da comunicação

Ambas diretoras afirmam acreditar que o futuro da comunicação escolar está justamente no uso de ferramentas, como o ClassApp. Pois, além de simplificar e agilizar o trabalho da escola, permite que as famílias, mesmo atarefadas, estejam presentes ativamente na vida escolar dos filhos. Não apenas através de uma foto que ilustre um aprendizado. Como também uma conversa entre uma mãe e uma professora sobre as dificuldades de um estudante em um tema. Além disso, é possível desenvolver um trabalho mais personalizado e adaptado à evolução de cada aluno. Ademais, muitos estudos apontam que essa formação com foco no estudante é um dos pontos que marca a educação do Século XXI.

Para Viviane, os avanços trazidos por essa nova forma de se comunicar não são capazes de retroceder.

“As relações já estão colocadas de uma forma diferente. Vejo um aplicativo como o ClassApp como a possibilidade de aproximação e fidelização dos pais”, ela diz.

Também por acreditar que esse tipo de interação representa o futuro da comunicação escolar que a escola deixou de usar outros canais quando adotou o ClassApp.

“Tudo aquilo que a gente sentia falta antes, hoje a gente tem em mãos. Os pais têm todo o acesso com a escola através dos canais presentes no aplicativo. Assim, conseguem tratar todos os assuntos com a pessoa certa e no tempo que precisa ser. Ademais, a escola, por sua vez, consegue gerir completamente sua comunicação”, pontua Juliana.

 

Que tal verificar como anda a comunicação em sua instituição?

Temos aqui um checklist gratuito que disponibilizamos a você! Com ele, você consegue fazer uma autoanálise e descobrir se o seu relacionamento com os pais é Perfeito, Regular ou Crítico. Preencha o formulário abaixo para fazer o download agora mesmo:

 

Comentários