Views: 155

Written by:

Dia das Mães: o carinho de quem deseja acompanhar os filhos de perto

Criado com o intuito aprimorar os relacionamentos entre as escolas e as famílias, o ClassApp está presente no dia a dia de colégios e instituições de ensino. Nove unidades das Escolas Técnicas Estaduais (ETECs) do Centro Paula Souza, do interior de São Paulo, estão participando do Projeto Piloto que visa aprimorar a comunicação escolar.

Em comemoração ao Dia das Mães, o Blog ClassApp trouxe relatos de mães e alunos, dessas unidades, que compartilharam momentos em que o aplicativo possibilitou mais proximidade.

Veja como eles se mostraram animados com as mudanças que vêm acontecendo nos últimos meses, desde a implantação do projeto.

 

A dádiva de ser mulher, mãe e profissional

Cuidado e zelo talvez sejam alguns dos adjetivos que mais representam o que é ser mãe. Muitas são as reflexões sobre essa dádiva de trazer à vida um novo ser. Algo que muitas mulheres associam a algo transcendente e divino, por poder carregar no ventre alguém que um dia conhecerá as maravilhas e os desafios do mundo a fora.

Há também as mães que geraram os filhos no coração e os acolheram em seu seio materno, mesmo depois de já terem vindo ao mundo. Mães que são as responsáveis, que são irmãs, mães e avós ao mesmo tempo.

Graças às vitórias alcançadas, a mulher tem conquistado seu espaço na sociedade e demonstrado seu valor. Hoje em dia, consegue conciliar diversas funções e ainda ser mãe, sem perder, no entanto, o instinto materno afável.

Mas existem limitações, principalmente no que condiz à presença assídua no dia a dia escolar. Algumas são as formas que as mães se utilizam para se aproximarem dos filhos, para que o laço maternal não se rompa, mas se fortaleça a cada dia.

 

Proximidade e presença no dia a dia

Acompanhar a rotina diária dos filhos sempre foi tarefa desafiadora para as famílias, sendo a mãe a responsável, na maior parte das vezes, por tornar possível o sucesso de todas as atividades.

Alimentar, monitorar a saúde dos filhos, acompanhar e influenciar escolhas, bem como garantir o bom desempenho escolar são algumas das atividades corriqueiras que as mães acumulam. Mas não se restringem apenas a essa incumbência, pois além de administrar o lar muitas ainda constroem carreiras memoráveis no campo profissional.

Aluna do 3º ano de Administração da ETEC “Pedro Ferreira Alves” (Mogi Mirim/SP), Tauane Gomes de Souza fica diariamente em período integral na escola e isto era algo que angustiava sua mãe. “O tempo de nos vermos em casa é muito curto”, conta Tatiana Gomes de Souza, mãe de Tauane.

Acordo histórico vai beneficiar alunos do ensino técnico do Estado de São Paulo

Ex-aluna do curso técnico de Enfermagem da mesma unidade, ela conta que o fato de trabalhar e estudar, atualmente, dificultou sua participação na vida escolar de sua filha. “Quando chego da faculdade ela está dormindo e de manhã nos vemos rapidamente, antes de eu sair para trabalhar”, relata.

Com a chegada do aplicativo, no entanto, ela conta que as coisas começaram a mudar. “Às vezes chegam os lembretes, reuniões, coisas da formatura e projetos que a escola desenvolve. Chega tudo por ali”, diz.

A mãe acrescenta ser possível ficar por dentro do que acontece e ainda participar ativamente, sem ter que esperar apenas pelas reuniões de pais: “é uma forma que eu consigo me manter atualizada de todas as coisas daqui da escola”

 

Carinho e cuidado

A proximidade é um dos pontos fortes ressaltados pela mãe, que sempre quis fazer parte mais ativamente da vida escolar da filha. “Já que eu não consigo estar todo dia ali com ela, me sinto muito presente com esse aplicativo”, relata Tatiana.

Se antigamente muita coisa passava despercebida, como datas de reuniões e eventos, com a adoção do aplicativo, a escola consegue atingir com mais eficiência os pais.

A filha, Tauane, admite que muitas vezes os recados não chegavam à mãe: “no aplicativo chega: reunião de pais, tal hora, em tal local. Aí, essa questão de comunicado, até melhora! Porque, se eu esquecer, eu sei que ela vai ver.

Márcia Regina, funcionária pública e mãe de Lara Pizzegato, compartilha dessa mesma questão levantada. “Antes, eu dependia da memória dela para lembrar e me falar, ou de a escola ligar. Às vezes ela chega em casa e o recado já chegou”, diz.

Para pesquisadora norte-americana, falta de envolvimento dos pais na escola pode comprometer diretamente o desempenho acadêmico do aluno

Isso se repete em outras questões, como quando existem passeios, viagens ou mesmo em saídas em que é necessário sair antes do fim do expediente, em que são necessárias autorizações para saídas.

Por morarem em cidade vizinha à escola, essas dificuldades eram agravadas, pois não era possível estar presente em todos os momentos.

“Isso gera preocupação, porque às vezes ela precisa sair e essa é uma maneira de eu agilizar uma autorização pra outra pessoa pegar”, destacou Márcia ao dizer que essa nova comunicação trouxe muito mais tranquilidade para o dia a dia.

Para essas e outras questões, as mães e filhas são unânimes em afirmar que o aplicativo trouxe mais segurança e contribuiu para tornar mais estreitos os laços. “Se eu fosse resumir, diria que o ClassApp traz proximidade entre a escola, pais e alunos”, finaliza Márcia.

 

Quer saber mais sobre o ClassApp?

Veja como o aplicativo pode se tornar o agente diferencial na educação e acesse nosso checklist para verificar se sua comunicação com os pais é eficiente!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *