3 min de leitura

Ao longo dos anos as escolas têm optado por dar maior enfoque ao Dia da Família, em comparação ao Dia dos Pais e Dia das Mães de forma isolada. Essa é uma mudança que visa ser mais inclusiva para os formatos familiares que conhecemos hoje e permite uma programação mais diversa e criativa, para todos celebrarem em conjunto com as escolas. 

São ocasiões diferentes, que valem atenção para o conceito por trás desses eventos comemorativos. Conversamos com Maria Cecília Bonna, diretora da escola Espaço Bem Viver – Pedagogia Waldorf, de Embu das Artes (SP), que comentou sobre as atividades do Dia da Família, com objetivo de incluir e envolver a comunidade escolar

Na entrevista, Maria Cecília ressalta a importância de criar um ambiente acolhedor para a criança. “O papel da escola, no quesito pedagógico, educacional, também cultural, é o papel de socializar. A criança quando vai para a escola, é o primeiro passo que ela dá fora de casa, primeiro passo para o mundo. A escola é um microcosmos, é a reprodução do que ela vai encontrar no mundo”, explica.

Sendo a escola o ponto de encontro de atividades da criança, com participação direta da família, ampliar a discussão sobre a importância da pluralização de vozes e também sobre a representatividade dentro das famílias torna-se pauta relevante desse assunto. “Não importa se eu sou negro, branco, índio, deficiente, TDH, lésbica. Aliás, isso está em pauta e virou modismo, mas na hora de atuar, nós não vemos tanto isso. Sabe, é ponto pacífico que todo ser humano é igual – somos todos diferentes – mas todos humanos. A gente ensina que todos são iguais, e a forma de ensinar é fazendo. Sendo e fazendo juntos”, afirma a diretora. 

Esse pensamento abre novas possibilidades para atividades que podem agregar grande valor ao dia que celebra a união familiar, o núcleo mais importante no desenvolvimento de crianças e jovens. 

Conheça 3 ideias de atividades para o Dia da Família na escola: 

  • Mutirões 

A ideia consiste em realizar encontros, com todos da família, para em conjunto, concluir um trabalho. “Pode ser para montar horta, ou preparar terra, fazer bandeiras, artes, flores para enfeitar a escola nos dias de festa. Também fazemos um bazar de artesanatos feitos pelos alunos com a participação de suas famílias”, sugere. 

  • Ofertar e partilhar comida 

O momento da refeição, além de muito cultural, também é quando a família se reúne no dia a dia. Quando cada família contribui para os eventos levando um prato de comida, estão levando junto um pouco de sua história, origem e identidade para compartilhar com os demais. “E esse é o mundo. Precisamos criar um mundo onde as pessoas se aceitem, se respeitem, suas próprias culturas e origens, e dos colegas. Aproveitamos as habilidades de cada família, pegamos o que cada um sabe fazer e reunimos todos, e todos participam um pouco”, complementa Maria Cecília Bonna. 

  • Teatro da Família

Com muito sucesso e envolvimento das famílias, o teatro dos responsáveis para os filhos torna-se um evento peculiar e inesquecível quando realizado. Além de reunir talentos e criar um ambiente divertido, criativo e empolgante, a apresentação artística cria uma forma de trabalhar em equipe e aproximar os familiares da escola e dos filhos.

“Preferimos atividades de trabalho, de cada um dar um pouquinho de si”, finaliza a diretora sobre as dicas para o Dia da Família na escola. 

Sua escola realiza atividade do Dia da Família? 

E a sua escola, já implementou essa ideia? Para mais informações sobre esse assunto, aproveite para ler nossa matéria sobre projetos pedagógicos transformadores clicando aqui.

Comentários