A falta de valorização do docente brasileiro e a importância de alterar esse cenário
Desafios Contemporâneos

A falta de valorização do docente brasileiro e a importância de alterar esse cenário

5 min de leitura

A Varkey Foundation é uma organização internacional com sede em Londres, na Inglaterra, que foi criada para melhorar o padrão da educação e para elevar o status dos professores em todo o mundo. A organização realiza estudos importantes sobre a valorização dos professores em 35 países. 

Em 2013, foram ouvidas 42 mil pessoas (dos quais menos do que 20% eram professores), para tentar identificar fatores que poderiam melhorar o prestígio da profissão e, consequentemente, melhorar o desempenho dos alunos. Infelizmente, entre os países que participaram da mostra, o Brasil foi o que mostrou menor valorização de seus docentes.

“Acreditamos que toda criança merece um bom professor e uma boa educação, e estamos determinados a entregar os dois. Para fazer isso, fazemos parcerias com governos, formuladores de políticas públicas e especialistas locais, para fornecer aos professores as habilidades necessárias para melhorar os padrões educacionais,” diz o site da Varkey Foundation, que tem escritórios também em Dubai, Gana, Uganda e na Argentina. Além dos programas nesses países, a Fundação também financia treinamento a mais de 45.000 professores, melhorando a liderança escolar em mais de 3.000 escolas.

Lutar contra a desvalorização do docente é mais do que urgente. De acordo com uma pesquisa feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 2014, apenas 2,4% dos jovens se mostraram interessados em seguir a profissão docente.

Há três anos, foi divulgado o Global Teacher Status Index 2018 (Índice Global de Status de Professores) e a nova pesquisa voltou a mostrar o Brasil em último lugar em relação à valorização do professor. A avaliação vai de 1 a 100 e o Brasil teve apenas um ponto, enquanto a China obteve 100 pontos, seguida pela Malásia e por Taiwan. 

Uma das conclusões importantes do estudo foi a de que o prestígio do professor não está relacionado apenas à remuneração média. Esse conceito também envolve a atratividade da carreira para os jovens, o respeito pelos profissionais, as condições de trabalho e a valorização da profissão em políticas públicas. 

Então que tal algumas dicas para melhorar a valorização de nossos professores? Nada melhor do que fazer isso para marcar o 15 de outubro, Dia do Professor!

10 dicas de como valorizar os professores dentro das escolas

  1. Escute seu corpo docente. É preciso criar um canal de comunicação que esteja sempre aberto para ouvir as ideias dos professores, acolher críticas construtivas, entender suas necessidades e dificuldades no dia a dia. Atue como equipe e não como patrão/funcionário. 
  2. Dê voz a seus professores, além de dar ouvidos. Inclua-os na tomada de decisões da escola. Professores que se sentem parceiros ativos nos desdobramentos do projeto político pedagógico ficam muito mais motivados em seu trabalho e rendem muito melhor. 
  3. Estimule cada um deles a buscar a melhor versão de si. Reconheça seus pontos fortes e trabalhe para melhorar seus prontos fracos. Incentive-os a se atualizar, sendo com apoio financeiro da escola ou por conta própria.
  4. Invista na formação continuada dos profissionais. Esteja sempre de olho no que há de melhor no mercado para capacitar os profissionais de sua escola: cursos, palestras, workshops…
  5. Crie boas condições de trabalho (físicas e psicológicas) e ofereça todo o suporte necessário para que o professor realize seu trabalho da melhor forma, incluindo aí o investimento em tecnologia, para facilitar seu dia a dia dentro e fora da sala de aula.
  6. Encoraje a colaboração. Crie articulações entre as disciplinas, aumentando a cooperação entre os professores e formando um time forte e unido.
  7. Dê visibilidade ao trabalho de seus professores, divulgando seus projetos em sites, blogs, redes sociais, feiras culturais, feiras de ciências…
  8. Ofereça um bom canal para que eles possam ter uma comunicação mais efetiva com seus alunos, valorizando o contato para além dos assuntos ligados às disciplinas escolares.
  9. Invista também em um bom canal de comunicação da equipe docente com os pais dos alunos. Dessa forma, a escola consegue melhorar o engajamento dos responsáveis e também um melhor desempenho geral de seus alunos.
  10. Recompense sua equipe. Além de salários atrativos, lembre-se de que isso não envolve somente uma boa remuneração financeira. Manifeste sua gratidão e reconhecimento do trabalho realizado em pequenos gestos no dia a dia. Mande mensagens incentivadoras, lembre-se de datas especiais (olha aí o Dia do Professor!), dê feedbacks positivos, promova confraternizações, eventos motivacionais, etc.

5 vantagens da valorização do professor

  1. Professores valorizados trabalham melhor por uma educação de qualidade. Eles se sentem motivados no dia a dia a melhorar seu trabalho e isso reflete imediatamente no desenvolvimento de seus alunos.
  2. Professores valorizados “vestem a camisa” da instituição e atuam como melhores “promoters” da escola.
  3. A qualificação dos professores se transforma em uma excelente estratégia para conseguir novas matrículas.
  4. Instituições de ensino que valorizam seus professores são vistas com melhores olhos no mercado e, principalmente, por pais de alunos.
  5. Professores valorizados são mais fieis à instituição e trocam menos de emprego (redução do turnover), garantindo a continuidade de seu trabalho a longo prazo e evitando a disrupção da rotina da escola.

Confira também:

Como cuidar da saúde mental do professor?

Comentários
WordPress Theme built by Shufflehound. 2020. Escolas Exponenciais. Todos os direitos reservados.