2 min de leitura

O centenário do sociólogo francês Edgar Morin, que continua escrevendo ativamente, e de Paulo Freire, considerado o patrono da educação brasileira e falecido em 1997, será celebrado em dois eventos gratuitos, que ocorrem nos dias 27 e 28 de setembro, das 9h às 12h. A iniciativa é do Cel.Lep, uma das principais escolas de idiomas e tecnologia no País, que quis homenagear os dois grandes defensores da Cultura, Ciência e Educação.  

As inscrições gratuitas para o evento, chamado de ‘Cel.Lep Talks – Centenário Freire e Morin: pensamentos convergentes numa relação dialógica com educadores’ e que tem a curadoria da plataforma da Revista Educação, podem ser feitas pelo link https://revistaeducacao.com.br/celleptalks .

“Teceremos conexões sobre cultura, história, tecnologia, valores, e navegaremos por todo o pensamento complexo proposto por Morin, utopia, novos saberes, identidade planetária, formação docente, interdisciplinaridade, interculturalidade, entre outros”, detalha Silvia Fiorese, diretora acadêmica do Cel.Lep Idiomas.

No primeiro dia do evento, estão programadas três palestras: “Educando para a identidade planetária”, de Inara Couto, gerente de desenvolvimento de cursos do Cel.lep; “A utopia necessária”, de Alexandre Saul, coordenador da Cátedra Paulo Freire na Universidade Católica de Santos; e “Trilha formativa docente”, de Veruska Gallo, coordenadora de capacitação do Cel.Lep.

Mais três apresentações estão previstas para o dia 28 de setembro, sendo elas: “Edgar Morin e o pensamento complexo”, de Izabel Petraglia, pós-doutora pelo Centro Edgar Morin, da EHESS, Paris; “O papel da interculturalidade e da interdisciplinaridade no ensino de inglês”, de Fernando Forastieri, gerente acadêmico do Cel.Lep; e “Freire e Morin”, de Fernando José de Almeida, professor da pós-graduação em educação: currículo na PUC-SP.

 

Comentários