1 min de leitura

A educação básica do Distrito Federal registrou 89 casos positivos de covid-19, desde a volta às aulas presenciais, que ocorreu no dia 5 de agosto.  O levantamento realizado na comunidade escolar foi feito em conjunto com as secretarias de Saúde e Educação, e considerou os registros feitos pelas escolas desde a volta do recesso escolar.

Na rede pública de ensino, 23 professores testaram positivo; 17 estudantes; duas merendeiras; dois vigilantes; um secretário escolar; e sete faxineiras. Para Hélvia Paranaguá, secretária de Educação, os números estão dentro do esperado. “Temos 35 mil professores, quase 10 mil assistentes, pelo menos outros cinco mil vigilantes, merendeiras, faxineiras e 450 mil estudantes. Termos registrado 89 casos é absolutamente normal, dentro do esperado”, avalia.

No Distrito Federal, o retorno das aulas presenciais está sendo realizado em sistema de escala. No dia 5 de agosto, voltaram apenas os estudantes da educação infantil, sendo metade da turma presencial, metade em casa, com atividades pedagógicas. A presença na escola se alterna a cada semana. Essa divisão se mantém nas demais etapas da educação.

Quatro dias depois, voltaram os estudantes do ensino fundamental – anos iniciais (1º ao 5º ano). Em 16 de agosto, foi a vez do ensino fundamental – anos finais (6º ao 9º ano). Nesta segunda-feira (23), é a vez do ensino médio e educação profissional.

Comentários