2 min de leitura

Uma nova pesquisa do Datafolha mostra queda na desmotivação dos estudantes após volta às aulas presenciais. O estudo foi encomendado pelo Itaú Social, Fundação Lemann e BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento. Segundo o relatório, 87% dos estudantes que já estão frequentando aulas presenciais estão se sentindo mais animados, 80% mais otimistas e 85% mais interessados pelos estudos. A pesquisa é a sétima de uma série que vem acompanhando a percepção das famílias brasileiras a respeito dos desafios da pandemia na educação desde 2020.

De acordo com os pais e responsáveis pelos alunos, 51% dos estudantes que tiveram a possibilidade de voltar para escola estão desmotivados, sendo que esse índice é de 58% entre os que ainda não tiveram a escola aberta. No caso das dificuldades com a rotina, a diferença é ainda maior: de 58% dos estudantes que tiveram as escolas reabertas, contra 70% dos que ainda não estão frequentando as aulas presenciais.

Outro apontamento positivo é a percepção das famílias em relação ao aumento da aprendizagem dos estudantes que tiveram a escola reaberta (56%) e aqueles que continuam nas atividades remotas (41%). Por outro lado, 39% acreditam que os estudantes se sentem despreparados em relação ao aprendizado, e que 19% estão com dificuldades no relacionamento com professores ou colegas.

“Os resultados demonstram o quão importante e urgente é a retomada das atividades presenciais nas escolas. Também apontam para a necessidade de um esforço conjunto da sociedade para recuperar a confiança e a autoestima dos estudantes, para que eles permaneçam na escola e possam recuperar mais rapidamente as defasagens no aprendizado geradas pela pandemia”, afirma Daniel de Bonis, diretor de Políticas Educacionais da Fundação Lemann.

Reabertura das escolas – A pesquisa revela ainda que as escolas de 65% dos estudantes reabriram, a maioria com rodízio entre os alunos, sendo que em maio de 2021 este índice era de apenas 24%. Entre os que tiveram a escola reaberta, 72% voltaram às salas de aulas presenciais. Ainda segundo o estudo, há uma grande diferença regional nesses dados: na região Sul, os entrevistados afirmaram que as escolas de 90% dos estudantes estão reabertas, em contraste com apenas 40% no Nordeste. 

Na retomada das aulas presenciais, 73% dos pais e responsáveis consideram a recuperação da aprendizagem o principal motivo para o retorno às aulas presenciais, e 22% disseram que a maior motivação é conviver e interagir com professores e colegas.

* Com informações da Fundação Lemann

Comentários