7 min de leitura

Meninos com bigodinho pintado no rosto, meninas de trancinha Maria Chiquinha, guloseimas de todos os tipos, músicas alegres e coreografias divertidas e caprichadas. Não é à toa que a Festa Junina na escola é uma dos eventos mais aguardados não apenas pelos alunos, mas por toda comunidade escolar.

“É um momento propício para consolidar nosso contato com as famílias”, confirma Ivana Regina Pinto Lotério, Diretora da Escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental de Rio Claro (SP).

E justamente por ser uma festa que envolve muitas expectativas e oportunidades que é preciso que ela reflita as qualidades e pontos fortes da sua escola.

 

Veja como alinhar as expectativas e transmitir os pontos fortes da sua escola

 

Para ajudar você e sua equipe nessa tarefa, preparamos algumas dicas e um Checklist para Organizar um “arraiá” de sucesso. Confira:

 

1. Tema da festa junina na escola

É recomendado que, a cada ano, a escola escolha um tema diferente para sua Festa Junina. A dica é aproveitar esse momento para reforçar algum projeto especial da sua escola, como algum aspecto de um programa de educação socioemocional para as crianças, por exemplo, criando uma festa com o “O Arraiá das Emoções”.

 

2. Local para a festa 

Antecipe-se! Especialmente se a festa não for feita dentro da escola. Essa é a principal ação que a diretora Ivana faz quanto ao agendamento do local da Festa Junina. No colégio que dirige, a data do evento é marcada com, no mínimo, seis meses de antecedência para que a equipe tenha mais mais opções de locais disponíveis.  

Quando o evento precisa ser feito em um local diferente da sede da instituição, outra dica valiosa é dar preferência a locais que fiquem próximos a ela. Desta forma, os convidados terão mais facilidade e comodidade para chegar ao evento. Também tenha certeza de que o local irá comportar todos os convidados, disponibilizar banheiros adequados e acessibilidade para deficientes.

E não se esqueça que um dos santos homenageados nas Festa Juninas é São Pedro, popularmente conhecido com o Santo das Chuvas. Então, verifique se o local escolhido terá espaço coberto suficiente para abrigar todos os presentes, mesmo que São Pedro resolva “abençoar” a festança com uma chuva.  

 

Aproveite para saber qual a influência da infraestrutura escolar no aprendizado

 

3. Data e hora 

Tradicionalmente, as festas juninas são celebradas nos dias dos santos homenageados: 13 de junho (Santo Antônio), 24 de Junho (São João) e 29 de junho (São Pedro). Entretanto, isso não é regra. Para escolha da data, uma dica é se certificar de não haver na sua cidade uma Festa Junina tradicional já programada para o mesmo dia. Por esse motivo, alguns colégios têm optado, inclusive, por fazer as festas no início de julho.

Já quanto ao horário, ele pode variar de acordo com a idade dos alunos. Para crianças pequenas, a melhor opção seria entre 11 e 17 horas, já festas para adolescentes funcionam bem das 15h às 20hs.

 

4. Contratar staff 

Pais e professores costumam assumir papéis importantes na realização das Festas Juninas nas escolas – e é até bacana que isso aconteça, tendo em vista a oportunidade de uma convivência mais próxima e mais alinhada ao conceito de comunidade. No entanto, certas funções como a segurança e os primeiros socorros, por exemplo, exigem a contratação de profissionais especializados. Serviços como a montagem do som, a iluminação, as fotos e filmagens também recomendam-se que sejam feitos por profissionais.

De acordo com Ivana, um dos maiores desafios é encontrar todos os profissionais disponíveis para a data do evento. Por isso, um planejamento antecipado é indispensável. Lembre-se que, cada detalhe é importante, afinal, é a imagem do seu colégio que está em jogo.

 

5. Atrações

Segundo Larissa Andreozzi Marinho, docente de eventos no Senac, para o planejamento de uma festa junina cujo público-alvo são crianças e adolescentes, é interessante pensar em formas de entretê-los.

Propor uma grande diversidade de jogos e brincadeiras típicas é o ideal: barracas de pescaria, o envio de correio elegante e jogos de argola, por exemplo, costumam fazer muito sucesso. Outro caminho é o aluguel de brinquedos infláveis e até mesmo a contratação de uma equipe especializada em recreação.

Vale lembrar que parte do sucesso da festa está nas apresentações artísticas. Assim, é fundamental um cuidado com a seleção das músicas e com a preparação das danças.

A alimentação também não pode ser esquecida, já que estamos em uma festa típica. Uma diversidade no cardápio, no entanto, pode garantir um maior aproveitamento por parte das crianças e adultos com gostos e preferências alimentares bem distintas.

 

6. Convite 

A criação de um evento no Facebook e a sua divulgação nas redes sociais oficiais da escola é super recomendado. No entanto, não deixe que esse seja o primeiro contato dos pais com a realização da Festa Junina na escola. Uma comunicação direta é essencial para as famílias se sentirem incluídas nas atividades programadas pela instituição.

Para isso, utilize o meio de comunicação presente na escola e, com antecedência, envie as informações básica, como data, horário e local, para que os pais possam se programar. Lembre-se também de enviar uma autorização aos pais, solicitando a participação da criança.

Posteriormente, programe envio de um convite caprichado, de forma os pais percebam o cuidado e a expectativa que a escola tem de que esse seja um evento especial.

 

7. Roteiro para a festa

Um roteiro bem organizado pode fazer toda diferença na hora dos pais avaliarem a qualidade da Festa Junina do Colégio. Na prática, isso significa determinar os horários das apresentações de dança das turmas e da realização das atividades, levando em conta o tema ou a idade dos estudantes. Este roteiro pode ser comunicado previamente aos pais, para que eles possam se programar quanto ao horário da apresentação dos seus filhos.

Para evitar transtornos, uma dica é criar um espaço para que as turmas possam se reunir antes da apresentação. Divulgue com antecedência às famílias o local e o horário que os alunos devem estar por lá e deixe alguém da equipe encarregado de conferir a lista de presença e encaminhar a turma até o palco ou local de apresentação.

Ter um apresentador ou alguém que possa fazer esses anúncios também no microfone pode dar mais dinâmica à festa.

 

8. Dicas práticas:

É possível prevenir mal entendidos e incidentes indesejáveis durante a Festa Junina com algumas dicas práticas. Selecionamos algumas delas:

  • Utilize fichas como moeda no evento e ofereça a compra antecipada. Dessa forma, o manuseio do dinheiro será realizado em uma única barraca e as filas serão reduzidas.
  • Cogite a possibilidade da fogueira, típica das Festas Juninas, ser apenas representativa ou tenha um sistema de prevenção de acidente reforçado. Para prevenir acidentes com fogueiras tradicionais, o Corpo de Bombeiros tem uma lista de recomendações.
  • Tenha um kit com materiais de reparos para a decoração.
  • Faça uma playlist de músicas típicas para a festa junina e combine com o DJ, ou a banda, os horários para cada música. E mantenha o som em uma altura que permita que pessoas conversem durante e Festa Junina na Escola.

 

9. Checklist para Festa Junina na Escola

Outra dica valiosa para o sucesso de uma Festa Junina é fazer um checklist com tudo que precisa ser providenciado para o evento.

Disponibilizamos um modelo para ajudar você e seu time a não se perderem na hora de verificar o que já foi feito e o que ainda precisa ser providenciado para o “arraiá”.

Checklist para você não esquecer de nada da Festa Junina na escola

 

Gostou das nossas dicas? Que tal começar a organizar hoje a festa junina na sua instituição? Aproveite também para envolver ainda mais os pais nos acontecimentos escolares, colocando em prática uma comunicação eficiente no colégio.

Comentários