Views: 2859

Written by:

Qual a influência da infraestrutura escolar no aprendizado?

Pare para pensar o quão frequente ouvimos notícias de escolas espalhadas por todo o país que estão caindo aos pedaços e sem infraestrutura mínima para receber os alunos de diferentes idades que tem o direito de aprender. Mesmo que as escolas contem com bons diretores, com professores dedicados e com a força de vontade dos alunos, estudos mostram que a infraestrutura pode ter papel essencial na formação dessas crianças e adolescentes, além de garantir conforto e bem estar não apenas aos alunos, mas também para os professores e a toda comunidade escolar.

Uma pesquisa da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG), por exemplo, aponta que a insatisfação com a estrutura da escola pode estar relacionada, inclusive, com a ausência do aluno, o que pode levar, consequentemente, ao abandono, evasão escolar e reprovação. “Uma estrutura bem pensada, implica diretamente no interesse dos estudantes. E aquele aluno interessado se torna mais ativo, tem mais vontade de estar na escola e isso reflete no seu desempenho e aprendizado”, diz Daniela Costa, arquiteta que atua no setor educacional.

No artigo de hoje vamos falar um pouco mais sobre esse assunto. Afinal, por que você deve se preocupar com a infraestrutura da sua escola ou colégio? Como ela influencia diretamente no aprendizado dos seus alunos? Confira logo abaixo a nossa opinião!

 

Uma breve descrição do conceito de infraestrutura

O conceito de infraestrutura escolar vai desde itens básicos, como o fornecimento de água, energia elétrica, manutenção e limpeza dos ambientes, salas de aulas confortáveis com mobiliários adequados e de boa qualidade, banheiros e cozinha, passando por locais de convivência como pátios, parques e brinquedoteca. Além de espaços de apoio didáticos como bibliotecas, laboratórios, quadras, entre outros espaços para organização do funcionamento do colégio, como salas de professores, coordenadores e diretores, secretarias, almoxarifados, etc. Passando também por equipamentos e materiais didático-pedagógicos, como computadores com acesso à internet e demais insumos tecnológicos. “Tudo em prol de criar um ambiente agradável e estimulante, afinal, é lá que os alunos passam boa parte de seus dias, durante anos de suas vidas. Nessa hora, dentro da realidade econômica de cada colégio, é interessante estar atento para criar um ambiente que una funcionalidade e aconchego”, observa Daniela.

 

A relação entre infraestrutura e aprendizado

Um estudo realizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), mostra que o desempenho dos alunos que estudam em ambientes com boa infraestrutura é superior ao dos que estão em escolas que não dispõem de ambientes adequados. Segundo dados da pesquisa “Infraestrutura Escolar e Aprendizagens da Educação Básica Latino-Americana”, os alunos poderiam subir as médias de 506 pontos em provas de linguagens e 497 pontos em matemática para 525 pontos e 524 pontos, respectivamente, caso tivessem condições melhores estruturais.

Na relação entre a infraestrutura escolar e os resultados acadêmicos, o estudo diz que os fatores que mais contribuem para bons desempenhos é a presença de espaços de apoio ao ensino, tais como bibliotecas, computadores, laboratórios de ciências, auditórios e quadras de esportes.

 

Ampliando capacidades nos alunos

Para a pesquisadora em pedagogia, Ana Maria Botelho de Lima, o ambiente escolar precisa provocar nos alunos múltiplos interesses sócio-educativos. Ela reforça que a estrutura física das escolas pode dar subsídios que influenciam não penas em ganhos da capacidade cognitiva e motora, mas também de socialização dos alunos, tendo em vista que uma infraestrutura inteligente contribuí para estimular o convívio social e de lazer entre eles. “O espaço da escola é mais do que quatro paredes. É clima, espírito de trabalho, produção de aprendizagem, relações sociais de formação de pessoas. O espaço tem que gerar ideias, sentimentos, movimentos no sentido da busca do conhecimento. Tem que despertar interesse em aprender, além de ser alegre, aprazível e confortável”, afirma.

 

Explorando a melhoria da infraestrutura na sua escola

Para os especialistas, a infraestrutura deve ser considerada como um ponto importante de investimento do colégio, permitindo que parte do dinheiro que chega para aplicar na administração da instituição, seja direcionada para melhorar aspectos das estruturas básicas, físicas, de apoio ou didáticas.

No laboratório de informática, os equipamentos devem estar sempre atualizados

No laboratório de informática, o ideal é que os equipamentos estejam em constante atualização

E claro, a tecnologia não deve ser deixada de lado quando falamos em investir na infraestrutura escolar. Os computadores oferecidos em laboratórios de informática e de ciências por exemplo, devem tentar acompanhar o rápido avanço da tecnologia. A internet deve estar disponível para ser fonte de pesquisa para alunos e professores, e a escola pode, até mesmo, fazer investimentos em tecnologias que facilitam o aprendizado ou o relacionamento com pais e alunos.

No entanto, a adoção de novas tecnologias deve sempre observar os ganhos pedagógicos e não apenas “modismos passageiros”, conforme avalia Carlos Grieco, especialista em educação e diretor comercial e marketing da EvoBooks. “É preciso haver uma estratégia pedagógica fundamentada por trás de qualquer novidade que se queira adquirir. Portanto, antes de investir, o gestor deve dialogar com coordenadores e professores sobre como aquela tecnologia potencializa a linha de trabalho que eles acreditam. Do contrário, além de não contribuir, ainda pode causar distrações e perda de rendimento no aprendizado”, alerta.

Investir na infraestrutura escolar, portanto, é garantir que você vai oferecer ao aluno amplas possibilidades de ter um ensino de qualidade durante seu período escolar. Como você tem feito para transformar a infraestrutura do colégio que gerencia? Compartilhe suas dúvidas e experiências com a gente!

Comentários

3 Responses to :
Qual a influência da infraestrutura escolar no aprendizado?

  1. Daniela Costa disse:

    Esse é um tema muito importante e precisa de mais atenção em nosso país.
    Os pontos de vista colocados são diretos e bem claros.
    Bem interessante conhecer análises de outros profissionais da área que realmente vivem nesse meio.
    Excelente matéria! Parabéns!

  2. Nossa, muitíssimo interessante isso tudo. Bom saber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *