Ranking reconhece e certifica escolas do Brasil a partir da visão dos pais
Tendências e Métricas

Ranking reconhece e certifica escolas do Brasil a partir da visão dos pais

8 min de leitura

Instituições de ensino participantes do Ranking Escolas Exponenciais, que têm inscrições gratuitas abertas dia 04 de agosto, terão acesso a dados que vão auxiliar na tomada de decisões e na definição do “termômetro” de cada escola no momento.

Instituições de ensino que atuam na educação básica de todo o País têm a oportunidade de acesso a uma certificação de reconhecimento com alcance nacional por meio do Ranking Escolas Exponenciais – líder em pesquisa e apoio estratégico para instituições de ensino.

O levantamento vai conhecer as melhores instituições para se estudar no Brasil, inclusive com resultados por região e segmento de atuação, a partir da visão dos pais. Tanto a participação no Ranking Escolas Exponenciais quanto a Certificação Escolas Exponenciais são totalmente gratuitas. As inscrições começam no dia 04 de agosto e vão até o dia 09 de setembro.

Como o ranking vai funcionar

O ranking é construído a partir da avaliação do grau de fidelização e satisfação das famílias dos estudantes matriculados na respectiva escola. Através de formulários anônimos que serão enviados aos responsáveis pelos alunos, é mensurado o grau de satisfação por meio do NPS (Net Promoter Score), no caso das escolas privadas, e o CSAT (Customer Satisfaction Score), no caso das escolas públicas. Instituições privadas e públicas serão listadas em rankings separados. 

Com essa base de dados, a pesquisa promoverá a entrega de insumos valiosos para as escolas participantes poderem observar como os pais avaliam a qualidade do serviço, do atendimento, da comunicação e do relacionamento que mantêm com a instituição de ensino, além de reconhecer aquelas que obtiverem bom desempenho. 

Ao final da jornada, as escolas receberão um relatório compilando os resultados da pesquisa referentes a sua própria instituição. As associadas ao Escolas Exponenciais ainda terão como benefício exclusivo o acesso a um relatório premium comparativo com a média nacional. As escolas que tiverem boa pontuação receberão o Selo de Qualidade Escolas Exponenciais e poderão ter a sua marca divulgada entre as melhores do País e de cada região.

Qual o objetivo do ranking?

Entre os objetivos da iniciativa, está a intenção de que o ranking dê visibilidade ao desempenho das escolas que estão se adaptando, evoluindo, reconhecendo os desafios que têm pela frente e propondo soluções inovadoras, de acordo com Vahid Sherafat, CEO e Fundador do Escolas Exponenciais. 

“Com a pandemia, muitas escolas que antes eram destaques nas suas regiões não conseguiram ter a flexibilidade e adaptabilidade de se transformar de acordo com o que as mudanças do mundo exigiram. Por outro lado, outras instituições de ensino, a partir de um trabalho coletivo e do fortalecimento da parceria família-escola e da escola com seu time de colaboradores, evoluíram e se transformaram, a ponto de se destacarem”, avalia Vahid.

Mais certeza para tomadas de decisão

Com a expertise do Escolas Exponenciais no campo de pesquisa no ensino privado brasileiro, é sabido que participar do ranking representa obter o maior repertório para tomadas de decisão que são importantes para cada escola, segundo a gerente do Escolas Exponenciais, Kely Gouveia. “As instituições que participam dessa certificação estão dispostas a sentir como está a temperatura da sua escola em relação ao mercado. Dentre os pais que estão ali, qual percentual está satisfeito, qual percentual que não, quem está desejando mudar de escola, será que os professores estão felizes? A escola, dessa forma, consegue ter um diagnóstico, tanto do clima institucional como dos valores e características que os pais enxergam”.

A contribuição do Escolas Exponenciais no campo da pesquisa tem fornecido informações valiosas para gestores da educação no Brasil. No ano passado, por exemplo, levantamento do instituto mostrou que o ensino remoto feito pelas escolas particulares brasileiras – consequência mais imediata do fechamento das escolas, executado em todo o País como medida de contenção da propagação do novo coronavírus – era aprovado por 82,4% dos pais de alunos. Mais recentemente, também foi divulgado estudo que identificou os sistemas de ensino mais bem avaliados por pais e responsáveis, por meio do Diagnóstico Nacional da Educação

Confira:

Pesquisa revela sistemas de ensino mais bem avaliados no país

 

O NPS (Net Promoter Score) é calculado com a subtração do percentual de pais detratores do percentual de pais promotores em uma instituição. Para definir se um pai é promotor, detrator ou neutro, é observada a resposta dele em relação à pergunta “Qual a probabilidade de você indicar a escola do seu filho para outros pais?“, em uma escala de 0 a 10. Se a resposta for igual a 9 ou 10, o pai é um promotor, se a resposta for 7 ou 8, o pai é neutro, no entanto, se a resposta for menor ou igual a 6, o pai é um detrator.  Já o CSAT (Customer Satisfaction Score) é obtido a partir da pergunta “quão satisfeito você se sente em relação à escola do seu filho (a)?“, sendo que nesse caso a escala vai de 1 até 5. O índice é calculado a partir do percentual de pais que estão satisfeitos ou muito satisfeitos (nota 4 e 5).

Critérios para participar

Para figurar entre as escolas de destaque no Ranking, cada instituição precisa atender a uma série de critérios. Em primeiro lugar, existe uma amostragem mínima de pais necessária para que os dados da escola sejam aceitos. Ainda é preciso que o NPS da escola seja igual ou superior a 50, no caso das escolas particulares, e o CSAT maior ou igual a 50, no caso das escolas públicas. 

Instituições que participaram de pesquisas anteriores têm, inclusive, a oportunidade de construir uma série histórica desse score. O mestre em Educação Fabricio de Paula Silva, pesquisador junto ao Escolas Exponenciais, lembra que é importante, porém, que outras perguntas ajudem a explicar o resultado quantitativo do NPS. 

“Dentre elas, temos questões que avaliam como anda a comunicação entre a escola e as famílias, perguntas sobre motivos que atraem ou afastam os pais da instituição, além de outras que apontam eventuais caminhos que possam ajudar as escolas a construir estratégias para superar, por exemplo, dificuldades financeiras das famílias. Que gestor não gostaria de saber com precisão ‘quais os principais motivos levam os pais a quererem trocar de escola’ ou ‘quais são os diferenciais que você busca na hora de escolher a escola dos seus filhos’?”, argumenta o pesquisador.

O ranking também oferece a possibilidade de contribuição de professores, que ajudam a traçar o clima institucional a partir da ótica docente, além de permitir à equipe gestora validar se, de fato, aquilo que é proposto em nível de direção é entendido da mesma forma pela equipe. “Imagine descobrir que, por exemplo, apesar da escola tanto investir no slogan de aprovação nos vestibulares, seu corpo docente não acredita nisso. Ou então, que os docentes sentem falta de investimentos da escola em qualificação para sua equipe. São vários insights possíveis, cada um deles permitindo tomadas de decisão e atitudes diferenciadas, a depender do que indicarem os relatórios”, pontua Fabricio.

Segmentação ajuda a sair na frente

Serão destacadas no ranking nacional, regional/estadual e/ou municipal apenas os primeiros colocados até o limite de 20 escolas, no caso do ranking nacional; 10 escolas, no caso do ranking regional/estadual; e cinco escolas, no caso do ranking municipal. Também serão divulgados rankings por segmento, limitados às três melhores escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Os detalhes do regulamento podem ser consultados aqui.

Da maneira como o ranking é construído, a partir do NPS, em anos anteriores as instituições descobriram – em alguns casos, confirmaram – que o principal ativo comercial estava nos próprios pais de alunos. De maneira alinhada com a certificação, as escolas poderão amplificar o alcance desse megafone natural, mostrando a outras famílias um reconhecimento valioso oferecido justamente por aqueles que têm o maior poder de persuasão e de atração de novos alunos.

“Se a escola for um destaque em seu município, já sairá na frente de dezenas de outras escolas que não tem esse selo. Se o resultado chegar ao ponto de oferecer um destaque a nível regional, estadual ou até mesmo nacional, a escola terá em suas mãos uma oportunidade ímpar de se consolidar como uma referência no cenário educacional local. Tudo isso se torna ainda mais relevante quando parte de um veículo independente, como é o caso do Escolas Exponenciais”, lembra Fabricio de Paula Silva.

Passo a passo

As inscrições para participar do Ranking Escolas Exponenciais podem ser feitas pelo site entre 4 e 09 de setembro. O início da compilação dos resultados está previsto para 21 de setembro, com a pré-divulgação dos resultados para as escolas certificadas uma semana depois. A divulgação do ranking nacional será no dia 4 de outubro e dos relatórios individuais, no dia 15 do mesmo mês.

Clique aqui e inscreva-se para o Ranking Escolas Exponenciais

Comentários