6 min de leitura

O ano letivo está chegando ao fim e está na hora das escolas começarem a preparar o planejamento escolar do ano seguinte. Esse é um processo comum e bem desafiador para algumas instituições

A maioria das escolas utilizam, durante o processo de planejamento, algumas metodologias e estratégias mais tradicionais da área da educação. Porém, por trabalhar em uma empresa de software para gestão escolar , descobri que algumas metodologias que usamos também podem ser aplicadas nas escolas.

Outra ponto que percebi é que as instituições também devem ser vistas como empresas que têm metas e objetivos para alcançar e que por isso, precisam das estratégias certas para que esse processo seja possível. 

Não desconsidere o uso de indicadores, de metodologias ágeis para medir o crescimento da sua escola e os investimentos que serão necessários. Trabalhe com objetivos claros para alcançar sua meta. 

Neste artigo, quero falar sobre algumas dessas boas práticas que gosto e desafiar os gestores a começarem a utilizá-las também.

São metodologias simples, mas extremamente eficientes que com certeza trarão resultados palpáveis para sua escola.

Se você quer entender melhor, continue lendo este artigo! 

Estabelecendo metas para a sua escola

Definir metas é fundamental para o crescimento sustentável de negócios de todo e qualquer tamanho e segmento. Por isso, na hora do seu planejamento escolar defina metas tanto para o time financeiro, pedagógico, etc. 

De acordo com Donald Sull, especialista global em estratégia e execução em mercados turbulentos e professor do Massachusetts Institute of Technology – MIT, “o fato de que as metas estão diretamente ligadas à melhoria de performance é uma das descobertas mais comprovadas da ciência organizacional”. 

Um outro estudo realizado pelos especialistas em gestão Edwin A. Locke e Gary P. Latham revelou que definir metas específicas e desafiadoras, de forma consistente ao longo do tempo, aumenta o desempenho da equipe, pois a dinâmica motiva e engaja os colaboradores. 

Outra descoberta feita durante a pesquisa é o fato de que quando uma meta é registrada e exposta para todos na empresa, é comum que os profissionais se comprometam com a busca do resultado proposto e isso faz com que os resultados da empresa sejam melhorados. 

A implementação de um sistema de metas bem contribui para: 

  • otimizar os lucros da instituição;
  • incentivar o trabalho colaborativo;
  • facilitar o  processo de gestão da empresa;
  • otimizar a avaliação e a mudança de estratégias;
  • proporcionar a avaliação contínua dos resultados;

Como estabelecer metas? 

A primeira e mais importante dica para o gestor que precisa definir as metas da escola é: seja coerente. 

Não adianta estabelecer metas que a escola não comporta. Por isso, durante o processo de elaboração das metas é importante fazer perguntas como: é possível executar essa ação com os recursos que tenho hoje? O prazo é realmente coerente? Meus profissionais estão capacitados para realizar essa demanda? De quais recursos eu preciso para realizar essa tarefa? 

As metas precisam estar de acordo com a realidade da instituição e o objetivo ao qual elas estão ligadas. A dinâmica precisa ser um desafio estimulante para que a equipe engaje na proposta e nunca uma atividade banal ou algo impossível. 

Com essas informações em mente, agora é possível iniciar o processo de implementação de metas. Para isso, elaboramos esse passo a passo resumido para te guiar nesse processo. Confira: 

  • tenha os objetivos da escola bem desenhados;
  • defina uma métrica para medir o resultado das ações;
  • estabeleça metas que facilitem a execução dos objetivos;
  • apresente as propostas para a equipe e inicie a implementação;
  • calcule os resultados e avalie a necessidade de mudança da estratégia.

Método OKR

O OKR, acrônimo das palavras Objectives and Key Results (objetivos e resultados chaves), é uma estratégia de gestão utilizada para a definição de metas mensuráveis. A dinâmica foi criada na década de 1970 pelo presidente da Intel, Andrew Grove. Anos depois a metodologia foi difundida para o público com a publicação do livro Administração de Alta Performance, escrito por Grove. 

A Google aderiu ao sistema em 1999, um ano após a sua fundação. Hoje,  grandes empreendimentos como a Microsoft, Amazon, Adobe, Spotify, Twitter, LinkedIn, Airbnb, Walmart e Target também utilizam a metodologia. 

A dinâmica é aplicada na Activesoft, empresa onde sou CEO, há cinco anos e é o principal sistema de definição e acompanhamento de estratégias. Estabelecendo metas trimestrais acompanhadas e revisadas com frequência, direcionamos o foco dos times para alcançar os objetivos da empresa.

À princípio é preciso definir cada objetivo. Vamos supor que um dos objetivos da Activesoft é conquistar 50 novos clientes até o final de 2021. Para chegar a esse resultado, precisamos estabelecer os resultados-chave (Key Results).

Exemplo: 

Objetivo
• Conquistar 50 novos clientes até o final do trimestre.

Key Results
  • Aumentar os leads gerados por mês através de anúncios pagos em 25%;
  • Reduzir o percentual de leads inválidos de 20% para 10%;
  • Criar 3 campanhas de marketing para divulgação dos produtos;
  • Contratar e capacitar dois novos vendedores;
  • Promover 5 eventos para clientes que estão em processo de decisão.

Criar esse conjunto de Resultados Chave irá ajudar a alcançar o objetivo de forma sustentável. O OKR norteará atividades dos times, que irão trabalhar com mais foco, além de que os nossos colaboradores encaram a meta como um desafio e se dedicam a ela, ou seja, gera engajamento. 

A estratégia dá parâmetros para medir o desempenho e as conquistas. E isso pode ser facilmente aplicado no seu planejamento escolar, dividindo os desafios por setores, mas sempre buscando o mesmo objetivo. Veja um exemplo:

Objetivo
  • Encantar pais da Educação Infantil. 
Key Results
  • Promover até 2 eventos com os pais;
  • Executar pesquisa de NPS para mensurar a satisfação deles;
  • Realizar entrevista com 10 pais de alunos para identificar pontos fortes e melhorias;
  • Fazer com que as professoras executem ação  X, Y e Z.

Esse tipo de estratégia pode ser exatamente o que está faltando em sua instituição para melhorar os resultados e fazer um planejamento escolar ainda mais assertivo.

Colunista Jader Ramalho
Coluna por

Jader Ramalho

Formado em Engenharia de Computação, Jader é empreendedor com mais de 20 anos de atuação na área de Tecnologia da Informação. Fundador e CEO da Activesoft Consultoria, empresa especialista e referência em software de gestão escolar com mais de 800 clientes em todo o Brasil.

Comentários