correção de provas

Views: 1058

Written by:

Como simplificar a avaliação pode ter impacto na performance​ de alunos e professores?6 min de leitura

Saber gerir bem o tempo já é considerado um dos ativos mais valiosos da atualidade. Com tantas demandas e cobranças a serem ordenadas, pessoas e empresas já notaram que otimizar tarefas e simplificar processos são medidas fundamentais para conquistar a agilidade e a eficiência exigidas pela gestão contemporânea. Nas instituições de ensino, com um número expressivo de projetos a desempenhar e um cronograma geralmente apertado, os gestores têm se desdobrado para encontrar diferentes estratégias que ajudem sua equipe a fazer uma melhor organização do tempo.

Para os docentes, em especial, essa é uma das “dores” mais agudas. Uma pesquisa feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 32 países, mostrou que o professor brasileiro gasta até 22% do seu tempo com a correção de provas – resultado que impacta diretamente na qualidade do ensino. Esse dado alarmante tem levado algumas escolas a buscarem soluções que poupe os esforços dos professores em tarefas burocráticas, como correção de provas e simulados, por exemplo, de forma que eles possam se dedicar à sua verdadeira missão: o ensino.

 

Novas ferramentas

Hoje, já existem no mercado tecnologias capazes de mapear as provas, conferir as questões a partir de um gabarito e calcular, automaticamente, a nota de cada aluno. As redes de Colégios Pitágoras e Cristã, por exemplo, resolveram apostar em uma delas, a plataforma Prova Fácil. A ferramenta, que já é usada em 300 escolas das redes desde o início deste ano, se propõe a simplificar os processos avaliativos oferecendo melhor planejamento e, consequentemente, facilidade para ajustar os caminhos quando o desempenho dos alunos está abaixo do esperado.  

No sistema, o professor elabora uma avaliação de acordo com as suas necessidades, com o número e nível de dificuldade das questões e quantidade de alternativas disponíveis, por exemplo, e, em seguida, marca as respostas corretas em um gabarito oficial.

No caso de avaliações com questões alternativas, depois de impressas e as folhas de respostas já preenchidas pelos alunos, o docente inicia a correção, “escaneando” o gabarito da prova por meio de sua câmera. Em seguida, o sistema compara as respostas dos alunos com a já feita pelo professor, fornece os resultados (notas) e, em seguida, disponibiliza relatórios comparativos de desempenho. Já nas provas dissertativas, a correção é feita pela plataforma do aplicativo, que permite acesso à folha de respostas e ao enunciado da questão, com a opção de deixar comentários para os alunos.

“Usamos nas nossas escolas esse sistema de consulta aos relatórios de análise por competência, por habilidade, por desempenho no conteúdo, nota, erro e acerto. Eles nos ajudam a acompanhar os resultados e trabalhar de forma mais rápida, redirecionando as ações no caso de baixo desempenho”, detalhou a coordenadora pedagógica das redes Cristã e Pitágoras, Fernanda Aparecida Alves.

 

Ajuda nos simulados

Rotina na vida de alunos dos cursinhos e do ensino médio, os simulados permitem não apenas metrificar o que foi aprendido e assimilado em um período, como também serve para testar o estudante em uma situação parecida com a que ele vai encontrar no dia do vestibular: questões com níveis complexos de dificuldade X tempo pré-determinado para resolvê-las. Como esse tipo de atividade costuma ser mais complexa – envolvendo grande número de alunos e de questões -, o Prova Fácil também tem auxiliado os colégios coordenados por Fernanda a executá-los na prática. “Usamos aqui para a gestão geral dos simulados, desde a inscrição, lista de presença, ata de anotações, cartões de resposta até a entrega dos resultados e relatórios finais”, conta.

Com a análise do seu desempenho, cada estudante pode simular, por exemplo, sua classificação no ENEM ou em um determinado vestibular. “Antes a escola oferecia apenas um boletim em PDF. Agora conseguimos construir um ambiente de acesso a gráficos, tabelas, planilhas e assim ver os resultados. Ainda estamos trabalhando bastante, mas tem funcionado e a gente está tentando levar o resultado da melhor forma para as escolas”, destacou Fernanda.

 

Reflexos na performance dos alunos

Com os resultados positivos obtidos com alunos do cursinho e dos Ensinos Médio e Superior, a ferramenta está em fase de implementação para alunos do fundamental. Gabriela Garcia, coordenadora de Comunicação e Marketing da Starline Tecnologia – empresa que desenvolveu o Prova Fácil -, destaca que uma das vantagens para a aplicação em todas as séries é que o sistema permite aos professores entender de forma mais fácil e precisa onde estão os gargalos no ensino.

Ao identificar as questões onde os estudantes tiveram pior desempenho, por exemplo, é possível concluir onde estão as dúvidas e dificuldades mas latentes e fazer um plano de estudos mais específico.

“O sistema de gerenciamento da avaliação é um ponto crucial hoje porque além de otimizar os processos, conseguimos saber exatamente quais são os pontos de déficit de aprendizagem, o que precisamos corrigir, onde o professor pode melhorar, o que deve ser enfatizado e no momento que aplicamos a avaliação já temos esse resultado por gráfico com um relatório de avaliação de desempenho dos nossos alunos”, ressaltou Lucas Cerqueira do Vale, gerente de tecnologias educacionais da Universidade Tiradentes (Unit), de Aracaju (SE).

 

Ganhos de qualidade no ensino

Graças à maior transparência e ao feedback mais rápido aos alunos, na Unit, o novo sistema proporcionou uma redução de 90% no número de processos de reavaliação de notas – percentual de grande impacto quando se trata de uma instituição com cerca de 10 mil alunos. Segundo Vale, a otimização decorrente do uso da ferramenta tem permitido aos professores se dedicarem à elaboração de aulas melhores e mais completas, com desdobramentos na percepção da qualidade do ensino da Universidade. “Não precisamos correr contra o tempo no final do processo e inclusive conseguimos reduzir o prazo de publicação das notas – um ganho tanto para os alunos quanto para os professores, que não precisam ficar na correria para corrigir a prova e fazem dentro de um prazo que é justo. E a equipe, que também era chamada a auxiliar nessa tarefa, não fica sobrecarregada, pois conseguimos criar um fluxo melhor de trabalho, dando melhores condições para os nossos funcionários e também um ganho muito grande para os nossos alunos”, disse.

Entre as demais funções possíveis com o aplicativo estão administrar um banco de questões de acordo com a matriz de conteúdo da instituição, aplicar provas físicas ou online com a mesma facilidade e realizar pesquisas periódicas de satisfação de docente.

ferramentas que otimizam o trabalho do professor

Veja como a troca da agenda por app de comunicação aumenta a eficiência da sua escola

 

A performance da sua escola como diferencial

Você já sabe qual é o diferencial da sua escola? Saiba qual a importância de se posicionar no mercado educacional e descubra se a performance, provocada pelas ferramentas que otimizam o trabalho do professor, pode ser considerada como o seu diferencial.

Comentários