1 min de leitura

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou, em primeira votação, o projeto de Lei 1662/2019, que proíbe a venda e distribuição de bebidas açucaradas e de alimentos ultraprocessados em escolas públicas e particulares do estado.

A medida ainda segue em tramitação, mas representa o primeiro passo para uma possível mudança e melhoria na alimentação das crianças e dos adolescentes, uma vez que a obesidade infantil é um problema de saúde pública em todo o país.

Um levantamento realizado pelos institutos de Estudo para a Saúde Pública e Desiderata mostra que 30% dos adolescentes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estavam com problemas de sobrepeso e obesidade em 2020. A pesquisa revela ainda que 45% dos adolescentes consumiam refrigerantes e bebidas adoçadas e 61% das crianças menores de dois anos de idade consumiam regularmente biscoitos, bolachas e bolos industrializados.

Comentários