2 min de leitura

A importância da educação antirracista foi o tema da capacitação voltada para educadores e gestores das escolas da rede estadual paulista. O evento foi realizado no mês de julho e foi coordenado pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento para Profissionais da Educação (Efape).

O debate contou com a participação da juíza do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Flávia Martins de Carvalho, que deu orientações sobre a implementação da educação antirracista no cotidiano de estudantes, professores e na própria comunidade escolar.

Durante a palestra “Práticas Antirracistas – Aprendendo a conviver e a respeitar as diferenças”, Flávia, que também é diretora de Promoção da Igualdade Racial da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), destacou que o racismo no Brasil foi constituído de maneira jurídica e estrutural. “Devemos entender o racismo como um modelo e não só a prática individual, e que ele está enraizado na sociedade como um todo”, destacou a juíza.

Impactos práticos sobre a educação antirracista

Neste início do segundo semestre, a Escola Estadual Instituto Popular Humberto de Campos aproveitou o momento de acolhimento para falar sobre educação antirracista e realizar uma oficina para confecção de bonecas abayomi, que foram criadas por mulheres negras que pegavam retalhos e usavam para acalmar e trazer alguma alegria as crianças e jovens que estavam em navios negreiros.

A diretora da escola, Telma Von Zuben, explicou que este evento faz parte de um conjunto de ações com estudantes e comunidade escolar desde novembro de 2021. Nesta volta às aulas, no final de julho de 2022, os professores compuseram este acolhimento com uma exposição de cartazes, ilustrações e tecidos espalhados pela unidade, que dialogam com a Educação Antirracista.

“Haverá outra exposição de artes em novembro deste ano, com ilustrações, quadros e esculturas realizadas pelos estudantes, que compõe o currículo escolar”, complementou Telma.

 

Escolas Exponenciais recomenda

Educação antirracista: como colocar em prática na sua escola? Confira aqui.

Instituto Alana lança material de apoio à educação antirracista. Acesse aqui.

Comentários