1 min de leitura

A partir do dia 3 de novembro, o retorno às aulas presenciais será obrigatório nas redes públicas e privadas de ensino no estado de Minas Gerais. A decisão foi tomada na última sexta-feira (22) pelo Centro de Operações de Emergência de Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, que aprovou a 6ª versão do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais. A medida também acaba com a exigência de distanciamento entre os estudantes nos ambientes da escola.

Pela nova versão do protocolo, permanecem vigentes as demais recomendações sanitárias, como usa de máscaras, lavagem de mãos, etiqueta respiratória e a limpeza e manutenção frequente das instalações, bem como o rastreamento de contato com pessoas infectadas por covid-19 em combinação com isolamento e quarentena.

De acordo com o governo de Minas, a determinação do retorno às aulas foi possível devido à redução de casos de covid-19 no estado em associação com o avanço da vacinação. O retorno presencial das crianças e adolescentes tem exceção aos estudantes com condição de saúde de maior fragilidade à covid-19, comprovada com prescrição médica para permanecer em atividades remotas.

Em todo o país, estudantes de Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná, Pará, Mato Grosso do Sul, Ceará, Maranhão, Amazonas, Goiás, São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Mato Gross e Alagoas também já voltaram a ter aulas presenciais obrigatórias.

Comentários