2 min de leitura

Na reta final dos estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado nos dias 21 e 28 de novembro, as turmas da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Franciscano Pio XII, localizada no bairro do Morumbi, em São Paulo, criaram perfis no Instagram com dicas para a redação do Enem no projeto chamado “Estudo digital para a redação no Enem”, com o objetivo de o jovem conhecer conceitos relevantes de comunicação e de novas mídias. O intuito é possibilitar aos alunos o contato com várias esferas de produção de conteúdo e incentivar a prática dos saberes que aprenderam nas aulas.

“O que mais encontramos no Instagram são perfis da redação perfeita, apenas para o aluno decorar e não para aprender. Preferimos que o estudante criasse o próprio perfil, ou seja, construísse uma página nessa rede social, já que o colégio dialoga com as mídias digitais”, afirma Katia Isidoro de Oliveira, que é professora de produção textual.

Para dar início ao projeto, os alunos foram divididos em grupos e começaram a traçar o perfil de cada conta, com criação de nomes e layout das páginas. A partir daí, teve início a criação de posts e stories. “Os perfis trazem redações com dicas, com avaliações, com tudo o que é esperado pela banca avaliativa do Enem. Em cada publicação, os estudantes colocaram o que é exigido e solicitado pelo INEP no exame, como por exemplo, qual repertório poderiam utilizar, qual citação é relevante e qual construção de proposta é abrangente”, explica.

 O projeto

O projeto foi iniciado no 2º bimestre na fase teórica, em que os alunos estudaram a redação do Enem e o que é esperado na avaliação. “Para que eles conseguissem construir um post sobre algo, eles precisavam dominar a competência teórica e a prática”, avalia a professora. Além disso, os estudantes também aprenderam sobre a aplicação social dessas publicações e conteúdos. “Como colégio franciscano, é muito importante o diálogo com a sociedade. Por meio dos posts, nossos estudantes poderiam ajudar diversos públicos e, também, colaborar com a comunidade. Alguns superaram as expectativas e receberam mensagens dos seguidores, perguntando se havia uma equipe por trás da página”, comenta.

 

Comentários