3 min de leitura

O trabalho nem sempre termina quando Felipe Milano Riveglini e Armando Milano Riveglini encerram as atividades no Colégio Mary Ward, na zona Leste de São Paulo, região do Tatuapé. Os professores, que são irmãos, conciliam outras profissões fora das salas de aula: eles também atuam como psicanalista e baterista, respectivamente.

Desde 2017, Felipe é professor de história; educador também é psicanalista e escritor

Desde 2017, Felipe é professor de história e leciona para as turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Com os alunos do ensino médio, ele é o responsável pela disciplina ‘Projeto de Vida’, e busca trazer a psicanálise para as aulas. Fora do ambiente escolar, Felipe atende como psicanalista na modalidade on-line, atividade que ele diz ser apaixonado.

“Com todos os colegas analistas com quem troco figurinhas, percebemos que a procura aumentou, assim como caiu a resistência à terapia on-line. Em 2020, eu atendia ainda como estagiário e iniciei os atendimentos profissionais em 2021, sem muita pressa em conseguir um número expressivo de analisandos, pois tenho o meu trabalho como professor no Colégio Mary Ward e queria começar com poucos atendimentos, para encontrar o equilíbrio entre as duas atividades”, explica Felipe.

Além de psicanalista, o professor também é escritor. Felipe é autor do romance filosófico “O Poeta de Olívia” e autor-organizador da compilação de contos e poesias “Urbanos, Urbanentos e Urbanóides”. “Gosto demais de escrever romances, contos e poesias, foi daí que saíram os meus dois livros, mas tenho me dedicado nos últimos tempos mais a artigos e em transformar os meus textos sobre questões humanas a partir da ótica psicanalítica em vídeos curtos, para divulgar por meio de minha conta no Instagram”, diz.

Armando Milano Riveglini, popularmente conhecido como Dinho, é professor de música e baterista de uma banda

Músico e educador – Já Armando Milano Riveglini, popularmente conhecido como Dinho, é professor de música no Colégio Mary Ward desde 2016, lecionando para as turmas do Fundamental I e Educação Infantil. “Nas salas de música desenvolvemos a prática de instrumentos, montamos bandas rítmicas, introduzimos apreciação musical e uma série de atividades buscando desenvolver ao máximo a vivência da música nas crianças”, explica.

Além de atuar na educação, Dinho é baterista na banda de rock Trezzy que lançou o primeiro álbum “Circo XIII”. “Hoje sou convidado por bandas de repertório variado e já tenho realizado alguns trabalhos em bares e eventos. Com a minha banda Trezzy já estamos a todo vapor com os ensaios e composições do novo álbum”, afirma.

Dinho também é idealizador do Projeto Elo, com composições próprias, e abre espaço para os músicos, amigos que fez durante a sua trajetória para participarem das gravações. O professor e músico ainda realiza atividades extracurriculares, como curso de bateria, musicalização e prática de banda.

 

Comentários