1 min de leitura

Desde o início do ano, a rede particular de ensino do estado de São Paulo já registrou 1101 casos de coronavírus entre alunos, funcionários e profissionais terceirizados. A maior incidência de casos positivos foi registrada entre os alunos, com 906 casos da doença, sendo mais predominante entre adolescentes de 15 a 17 anos, que totalizaram 393 notificações. Os dados constam no Painel Simed (Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para Covid-19), elaborado pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

O painel, com atualização diária, traz os casos de contaminação registrados desde o dia 3 de janeiro de 2021. Ao longo dessas semanas, foram confirmados na rede privada 906 casos entre alunos, 155 em profissionais e 40 em prestadores de serviço terceirizados. De acordo com o gráfico, o pico dos casos registrados ocorreu entre os dias 8 e 14 de agosto, quando foram registrados 73 casos, seguido dos dias 22 e 28 de agosto, com 66 notificações positivas no ambiente escolar do ensino privado.

Painel – A consulta no Painel Simed pode ser feita por rede municipal, estadual ou privada. É possível selecionar por diretoria de ensino, município e o vínculo, sendo aluno, servidor e/ou funcionários terceirizados. 

Comentários