2 min de leitura

Após uma semana com aulas suspensas devido à confirmação de casos de coronavírus, a escola NEI (Núcleo de Educação Integrada) Fundação Romi, localizada em Santa Bárbara d´Oeste, na Região Metropolitana de Campinas, informou na manhã desta segunda-feira (16) que foram registrados nove casos positivos, sendo quatro alunos e cinco educadores. Em um comunicado enviado para as famílias, a direção comunicou que as aulas do ensino infantil e do fundamental até o 5º ano serão retomadas nesta quinta-feira (19). Já no dia 23, voltarão para o ensino presencial os estudantes do 6º ano do fundamental até o médio.

Segundo a nota da escola, no dia 3 de agosto, um dia depois do retorno 100% das aulas presenciais, dois alunos do infantil e uma cuidadora apresentaram sintomas e, então, o trio foi afastado das atividades presenciais. No dia 7, as famílias de outros dois estudantes assintomáticos comunicaram ao NEI que as crianças tinham positivado para a doença.

Sendo assim, a escola teve a iniciativa de testar todos os educadores que tiveram contato com esses alunos positivados e, no dia 8, dois professores obtiveram resultado positivo nos exames. Com isso, houve a suspensão das aulas do infantil até o 5º ano do fundamental por dez dias.

Entretanto, no dia 9, houve a confirmação de mais um caso positivo de uma auxiliar. Diante deste cenário, o Comitê Covid da escola decidiu fazer uma testagem em massa de todos os colaboradores da instituição. Como novos casos confirmados, as aulas também foram suspensas do 6º ano do ensino fundamental até o ensino médio. Dos quatro alunos positivados, dois apresentaram sintomas e dois foram assintomáticos. Já em relação aos educadores, um foi sintomático e quatro não tiveram a manifestação de sintomas.

“Diante dos resultados e ações tomadas, reiteramos nosso compromisso no respeito à vida, à educação e à responsabilidade social presente em nossa Missão Educativa, cumprindo o isolamento de acordo com nossos Protocolos Internos, Plano São Paulo e Vigilância Sanitária”, traz a nota enviada para pais e mães de alunos.

Comentários