2 min de leitura

Presente nas rotinas empresariais, o termo feedback também passou a ser incorporado no ambiente educacional com a intenção de desenvolver a autonomia dos alunos e tornou-se parte do processo de aprendizado. No mundo corporativo, a expressão é utilizada para descrever o retorno que o colaborador recebe após a realização de alguma atividade. Essa prática, ajuda o funcionário a identificar se o andamento do seu trabalho está de acordo ou não com o que a companhia almeja.

Na Sphere International School, rede de escolas inovadoras e internacionais que faz parte do Grupo SEB, uma das formas de feedback é a Student-Led Conference (conferência liderada pelo estudante) ou apenas Conference.

A atividade é realizada duas vezes ao ano, ao final do primeiro e do segundo trimestre letivo, desde a Educação Infantil até o 9º ano. A proposta reúne alunos, pais e professores, com o objetivo de abordar as principais conquistas do período escolar, refletir e traçar novas metas.

Os encontros são personalizados e têm duração de aproximadamente 15 minutos com cada família, de modo que todos tenham a oportunidade de receber um feedback individualizado sobre a aprendizagem e o desenvolvimento de seus filhos. A partir do 1º ano, a própria criança conduz todas as etapas da Conference, demonstrando seu portfólio de desenvolvimento, com avaliações e reflexões. Nos anos finais do Ensino Fundamental, os alunos passam a ter diversos professores especialistas e escolhem três disciplinas para o encontro individualizado, de modo que possam, junto com as famílias, demonstrar trabalhos, resultados de avaliações, olimpíadas e, principalmente, a autoavaliação com o desenvolvimento de habilidades.

De acordo com Susan Clemesha, diretora acadêmica da rede Sphere International School, cuja sede fica localizada em São José dos Campos (SP), esse tipo de retorno possibilita que alunos, pais e professores observem resultados e reflitam sobre o processo, além de auxiliar no desenvolvimento da autonomia dos estudantes.

“Cada vez mais, percebemos que os portfólios, as autoavaliações, o feedback e as oportunidades de ‘pensar junto’, em um processo de escuta autêntica, entre alunos, pais e professores, têm um impacto muito maior e mais positivo sobre a aprendizagem. A Conference significa uma valiosa oportunidade de avaliação, pois instiga os próprios alunos a assumirem o protagonismo por sua aprendizagem. É um momento de reflexão sobre suas motivações, seus interesses e talentos, suas dificuldades e desafios”, afirma.

Comentários