3 min de leitura

As áreas de Linguagens e Ciências Humanas são as de maior interesse dos estudantes da 1ª série do ensino médio da rede pública estadual de São Paulo. A informação foi divulgada numa coletiva de imprensa, realizada na manhã desta terça-feira (20), pela Secretaria Estadual de Educação. Entretanto, a manifestação de interesse não é uma escolha definitiva dos alunos. Com essas informações, as escolas definirão os itinerários a serem ofertados para os estudantes no momento da rematrícula para a 2º série do Novo Ensino Médio.

Entre os itinerários formativos do Novo Ensino Médio, os alunos tinham a possibilidade de escolher quatro opções nas áreas de conhecimento (Linguagens, Matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza) e seis opções integradas, que apresentam combinações entre elas (Linguagens e Matemática, Linguagens e Ciências Humanas, Linguagens e Ciências da Natureza, Matemática e Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza, além de Ciências Humanas e Ciências da Natureza).

Em algumas escolas privadas, os estudantes poderão fazer a escolha dos itinerários informativos do Novo Ensino Médio até o final deste ano letivo, como é o caso do Colégio Humboldt, localizado na cidade de São Paulo (SP). De acordo com a coordenadora pedagógica Talita Marcilia, os alunos que atualmente estão no 9º ano do ensino fundamental poderão optar pelas áreas de maior interesse no fim deste ano. 

“Sobre os itinerários, não vamos fazer uma escolha fechada, onde o aluno escolhe no início do curso de ensino médio e não vai poder mudar nunca mais. O aluno vai poder fazer mudanças semestrais para ir compondo o itinerário dele. Os alunos do 9º ano, que estão indo para o ensino médio, vão começar a escolher as matérias que vão compor esse itinerário no fim do ano. A ideia é que ele fique bastante personalizado, nada muito fechado”, explica.

Talita comenta ainda que o colégio está com boas expectativas com a implementação do Novo Ensino Médio, principalmente por ser mais flexível. “Acredito que a mudança é bem-vinda para a educação. Esse grau de flexibilidade do ensino médio fala muito da vida pós ensino médio. É mais amplo e bastante interdisciplinar. A expectativa é que a escola possa ofertar para os alunos uma experiência mais próxima do que ele vai encontrar pós ensino médio, tanto na vida profissional quanto acadêmica”, ressalta.

Curso prepara educadores para o Novo Ensino Médio
Com o objetivo de auxiliar os educadores a se preparem para mudanças no ensino, a Editora do Brasil organizou diversos cursos sobre o Novo Ensino Médio, abordando desde os fundamentos teóricos até os desafios da implementação.

Destinado aos professores do ensino médio, os conteúdos e atividades abordam as situações cotidianas vivenciadas pelos educadores. Cada curso é composto por cinco módulos, com carga horária de 50 horas.

Há conteúdos exclusivos para gestor escolar e também sobre os itinerários das áreas de Linguagens e Ciências Humanas. Confira aqui!  

Comentários