2 min de leitura

Reconstruído após o incêndio que atingiu o espaço em dezembro de 2015, o Museu da Língua Portuguesa será reinaugurado neste sábado (31). E a exposição temporária “Língua Solta”, que traz os diversos desdobramentos da língua portuguesa na arte e no cotidiano, marca a reabertura do local. 

De acordo com o próprio museu, são 180 peças que vão desde mantos bordados por Bispo do Rosário até uma projeção de memes do coletivo Saquinho de Lixo, com curadoria de Fabiana Moraes e Moacir dos Anjos. 

Os visitantes terão contato com o embaralhamento proposto pelos curadores, conectando a arte à política, à vida em sociedade, às práticas do cotidiano e às formas de protesto, de religião e de sobrevivência – sempre atravessados pela língua portuguesa. Cartazes de rua, cordéis, brinquedos, revestimento de muros e rótulos de cachaça se misturam a obras de artistas como Mira Schendel, Leonilson, Rosângela Rennó e Jac Leirner, entre outros.

Curiosidades sobre o Museu da Língua Portuguesa

Trata-se de um dos primeiros museus totalmente dedicados a um idioma, instalado na cidade de São Paulo, na histórica Estação da Luz, com o maior número de falantes de português no mundo. 

Por meio de experiências interativas, conteúdo audiovisual e ambientes imersivos, o visitante é conduzido a um mergulho na história e na diversidade do idioma falado por 261 milhões de pessoas em todo o mundo.


Público poderá visitar o espaço a partir deste domingo

A cerimônia oficial de inauguração, no dia 31, terá transmissão ao vivo pelas redes sociais do Museu (Facebook e YouTube). O museu estará aberto ao público a partir deste domingo (1º) e em relação aos protocolos serão seguidas as restrições determinadas pelas medidas de combate à COVID-19. 

Os ingressos poderão ser adquiridos exclusivamente pela internet, com dia e hora marcados, e a capacidade de público está restrita a 40 pessoas a cada 45 minutos. Os visitantes receberão chaveiros touchscreen para evitar toque nas telas interativas. Outras informações estão disponíveis no site do museu.

* Fonte: Museu da Língua Portuguesa
* Foto: GOVESP / Fotos Públicas

Comentários