1 min de leitura

As escolas da rede pública do Rio de Janeiro poderão contar com um programa de atendimento psicológico e socioemocional. O objetivo é atender a alunos e profissionais da educação que estão sofrendo os efeitos da pandemia da covid-19. O projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta terça-feira (19). Agora, o texto segui para a sanção ou veto do governador do estado.

De acordo com a proposta, o programa poderá contar com parcerias de secretarias estaduais, além do apoio por meio de convênio de outras instituições públicas e privadas, que ofereçam habilidades socioemocionais e terapia de grupo.

O texto também garante aos educadores o direito de atendimento psicológico por profissional externo ao seu ambiente escolar, caso entenda ser o mais adequado para o processo terapêutico. Ainda segundo a medida, os estabelecimentos poderão contemplar estratégias e ações sobre o tema nos respectivos projetos pedagógicos.

Comentários