1 min de leitura

Uma pesquisa realizada pelo Escolas Exponenciais, líder em pesquisa e apoio estratégico para instituições de ensino, revela que uma em cada uma em cada dez famílias pensa em trocar filho de escola em 2022.

Afetadas economicamente pela pandemia, são famílias que analisam a possibilidade de matricular em crianças em instituições de ensino cuja mensalidade tenha um valor inferior quando comparada à atual.

Os dados ainda revelam que 94% dos pais e responsáveis querem que os filhos retomem ao ensino presencial no próximo ano, sendo que apenas 6% afirmaram que manteriam os filhos estudando na modalidade remota. Outra informação divulgada pelo Escolas Exponenciais é que 53% das escolas que participaram da pesquisa acreditam que seria positivo manter o ensino híbrido, enquanto 47% não veem o ensino híbrido como uma oportunidade positivo para 2022.

Economia – De acordo com um levantamento divulgado em maio pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), mais da metade das famílias brasileiras tiveram algum impacto no trabalho. Dos 1,3 mil entrevistados, 53,5% disseram que suas famílias sofrerem algum impacto, sendo que 43,9% ficaram impedidos de trabalhar em virtude do isolamento social.

Comentários