O que você e sua escola precisam saber sobre o novo ensino médio?
Inovação e Gestão

O que você e sua escola precisam saber sobre o novo ensino médio?

6 min de leitura

A partir de 2022, o currículo do novo ensino médio será implementado em alguns estados, como é o caso de São Paulo. Mas, afinal, quais são as principais mudanças que o novo ensino médio trará? Entre as novidades, é possível destacar a adoção de uma base comum curricular, aumento da carga horária e a possibilidade de escolher os itinerários formativos.

Continue a leitura e confira mais informações sobre a mudança para deixar sua escola preparada!

Qual a relação com a BNCC?

Para o professor Arthus Bustamante, que é educador no Instituto Singularidades, onde atua como idealizador, coordenador e professor dos cursos “BNCC no Ensino Médio: práticas para o currículo escolar” e “Planejamento BNCC: Ensino Médio”, a grande diferença é que a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) estabelece a expectativa mínima esperada para os alunos chegarem ao final dessa etapa. 

“O currículo e o material didático criados pelas redes a partir da Base devem formalizar o que deve ser feito ao longo dos anos letivos para que se chegue a esse ponto mínimo da Base. Portanto, enquanto as habilidades e as competências da BNCC determinam o ponto final, os currículos das redes e unidades escolares organizam o meio e o processo para se chegar até lá”, explica.

Ainda segundo Bustamante, há também uma diferença em relação à parte flexível dessa reforma. “Na BNCC, não há prescrição para os itinerários formativos, enquanto nos documentos curriculares das redes, sim. No estado de São Paulo, por exemplo, já estão organizados os itinerários formativos da rede estadual”, acrescenta.

Outro ponto observado pelo educador Leandro Castro é que a BNCC propõe o trabalho pedagógico focado no desenvolvimento de dez competências, que perpassam da educação infantil ao ensino médio, além de competências específicas por área do conhecimento. “Há distintas interpretações do conceito de competência na literatura. Para a BNCC, competência é capacidade do indivíduo mobilizar conhecimentos, habilidades, atitudes e valores para lidar com situações no mundo complexo e volátil que vivemos. Este entendimento do conceito é reiterado pelo currículo estadual paulista”, comenta.

 

Confira também:

Base Nacional Comum Curricular (“BNCC”): entenda as competências a serem desenvolvidas

 

O que vai mudar nas disciplinas com o novo ensino médio?

De acordo com o educador Leandro Castro, o currículo do ensino médio passa a ser dividido entre FGB (Formação Geral Básica) e Itinerários Formativos. “Na FGB a escola deverá abordar conhecimentos, habilidades e competências próprias das áreas de conhecimentos – Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas -, podendo este trabalho ser realizado pelas tradicionais disciplinas como Arte, Matemática, Geografia, etc., ou por projetos integradores que trabalhem as habilidades e competências de área”, exemplifica.

Por sua vez, os itinerários formativos serão compostos por unidades curriculares que aprofundam os conhecimentos da FGB a partir de situações que aproximem os estudantes de situações complexas do mundo contemporâneo. “Para orientar as instituições para elaboração desses componentes o MEC publicou os ‘Referenciais para elaboração dos itinerários formativos’”, orienta.

Segundo o professor Arthus Bustamante, tanto na FGB quanto nos itinerários formativos, há uma busca por ruptura com as disciplinas acadêmicas em prol da adesão a um modelo interdisciplinar de áreas do conhecimento. “Assim como no Enem não há Biologia, Física e Química, mas Ciências da natureza, a BNCC propõe esse mesmo arranjo curricular. No entanto, redes e unidades escolares poderão manter a estrutura por disciplinas acadêmicas se julgarem mais pertinente ao seu projeto pedagógico e à sua estrutura de contratação de corpo docente”, pontua.

Já para os alunos, além das trilhas dos itinerários formativos, Bustamante explica que acrescentam-se ainda disciplinas eletivas e a aula de projeto de vida, que visa desenvolver competências socioemocionais e a auxiliar os estudantes a planejarem sua vida nos âmbitos acadêmico, pessoal e profissional.

Haverá mudança na carga horária?

O educador Leandro Castro explica que, a partir de 2022, as escolas deverão oferecer no ensino médio carga horária de no mínimo 3.000 horas, sendo que esse total deve ser distribuído ao longo dos três anos de estudo dessa etapa de ensino. “A atualização das Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio prevê, ainda, que essa carga horária deverá chegar a 4.200 horas, mas ainda não há prazo para isso”, acrescenta.

Por que o novo ensino médio é considerado mais flexível?

Para o professor Arthus Bustamante, essa flexibilidade está vinculada à organização curricular, que passou por várias mudanças. O educador explica que, antes da reforma, as três séries do ensino médio eram uniformes, com a mesma quantidade de disciplinas escolares iguais para todos os alunos. 

Com as mudanças, há uma nova estrutura curricular: uma Formação Geral Básica (FGB) igual para todos os matriculados no ensino médio e uma formação flexível que, apesar de ser obrigatória, será escolhida pelo estudante a partir da oferta curricular da escola e/ou da rede em que está matriculado. 

“O aluno poderá, por exemplo, escolher um itinerário formativo focado na área de humanidades e cursar uma disciplina eletiva das ciências exatas. Portanto, alunos de uma mesma escola poderão ter formações diferentes”, exemplifica Bustamante.

Entre os principais benefícios que a nova organização curricular traz, o educador Leandro Castro cita a maior liberdade que é proporcionada às instituições de ensino e aos professores para aproximar conteúdos rígidos e pragmáticos ao cotidiano da vida em sociedade. “Também traz maior abertura para aplicação de metodologias de ensino que colocam o aluno no centro do processo de aprendizagem, possibilitando maior autonomia de estudos e engajamento por meio de práticas que envolvam os estudantes no próprio processo de construção do conhecimento”, completa.

 

Inscreva-se para o maior evento de educação do país

Já estão abertas as inscrições gratuitas para a 10ª palestra do Conecta Ex, que trará como tema o Novo Ensino médio. O evento será realizado no dia 21 de julho, das 14h às 17h. Faça sua inscrição aqui!

 

Comentários
WordPress Theme built by Shufflehound. 2020. Escolas Exponenciais. Todos os direitos reservados.