3 min de leitura

A utilização da tecnologia no processo de ensino e aprendizagem possibilita aos professores enriquecerem o conteúdo das aulas, utilizando ferramentas interativas e divertidas.

E na busca por inovação no processo educacional, as redes sociais como Facebook, YouTube, Twitter, Instagram ou TikTok são cada vez mais utilizadas por educadores e estudantes como novas fontes de consumo de informação.

Usar as redes sociais para reforçar ou ensinar novos conhecimentos é uma mudança de método. Os professores devem se adaptar ao aluno e ao seu ambiente, e não o contrário. Com a evolução da tecnologia, a educação deve ser inclusiva, pois não temos hoje os mesmos alunos de 20 anos atrás. A prática educacional deve mudar com base nos interesses específicos de nossos usuários“, explica a pedagoga Patricia Herrera, criadora de programas de treinamento, especialista em educação à distância e consultora em digitalização na educação na América Latina.

 

Redes sociais que podem impulsionar as aulas

A pedagoga Patricia Herrera listou 5 perfis de redes sociais que podem impulsionar a aprendizagem de uma forma divertida e interativa:

– Facebook – Toda a Matemática Uma das páginas do Facebook mais interessantes para se aprender matemática é a Toda a Matemática, que se destaca por seu conteúdo altamente didático, pois se concentra na história, fatos curiosos, fórmulas matemáticas e dicas. As aulas e os conselhos são dados por Gustavo Viegas, que explica o universo matemático com grande dinamismo e diferentes estratégias de ensino.

– YouTube – NEO LMS. Entre o universo dos canais do YouTube, destaca-se o conteúdo pedagógico da plataforma inteligente CYPHER LEARNING, que através de webinars, entrevistas e vídeos interativos ajuda os professores a se manterem na vanguarda da educação.

– Twitter – Português com Letícia. Uma das contas mais interessantes é a “Português com Letícia”, que usa conteúdo multimídia para resolver dúvidas gramaticais por meio do conhecimento da professora de língua portuguesa Letícia Góes. Atualmente, ela leciona na rede municipal de São Paulo, além de oferecer aulas gratuitas em seu canal no YouTube.

– Instagram – Olá Ciência. Comandado pelo cientista biomédico Lucas Zanandrez, o Olá Ciência desperta o conhecimento no usuário de uma forma mais simples. O perfil acrescenta um toque de humor em suas publicações com o objetivo de que as informações científicas sejam curiosas e interessantes para se tornarem muito mais digeríveis e divertidas.

– TikTok – Historias de la historia J.J. Pliego ensina história de uma maneira muito fácil de entender. Em cada conteúdo que cria, ele conta fatos curiosos sobre a história universal e anedotas engraçadas que, sem dúvida, despertam nosso interesse sobre a Mesopotâmia, a Grécia Antiga, a Roma Antiga ou os astecas.

Uso de tecnologias digitais na educação básica

O uso de tecnologias digitais na educação básica é tema de um curso gratuito voltado para professores e diretores escolares. A iniciativa é fruto de uma parceria entre Fundação Roberto Marinho, Futura e SESI (Serviço Social da Indústria). Clique aqui e saiba como se inscrever. 

E para se aprofundar ainda mais sobre a temática, confira um artigo sobre como as tecnologias digitais contribuem para o engajamentos dos alunos.

 

Comentários