2 min de leitura

 O cuidado e a atenção pessoal com os filhos é o que 40% dos pais de crianças matriculadas na educação infantil mais valorizam na escola. A estimativa faz parte do Ranking Escolas Exponenciais, que contou com a participação de mais de 500 instituições de ensino, distribuídas em 25 estados brasileiros e 211 municípios. Na sequência, o estudo revela ainda que, entre os principais motivos apontados pelas famílias para manter os filhos na escola, 22% levam em consideração a equipe pedagógica e 21% prezam mais pelo relacionamento próximo e participativo.

Já no Ensino Fundamental, a pesquisa mostra que os motivos mais citados são: cuidado e atenção pessoal com o aluno (27%), qualidade da formação acadêmica do aluno (25%) e qualificação da equipe pedagógica.

Cuidado e atenção pessoal com os filhos é o que pais mais valorizam na escola
Cuidado e atenção pessoal com os filhos é o que pais mais valorizam na escola

Troca de escola – O Ranking Escolas Exponenciais ainda trouxe a informação que uma a cada dez famílias pensa em trocar o filho de escola em 2022. Desconsiderando a questão financeira, os motivos mais citados para troca de escola na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental são: localização distante (18%), atividades pedagógicas pouco divulgadas (16%), pouca abertura para relacionamento com quem lida diretamente com as crianças (15%).

Nos anos finais do ensino fundamental e no Ensino Médio, os principais pontos justificados foram: busca por performance nos vestibulares (20%), localização distante (13%) e tratamento impessoal ou falta de atenção com o aluno (11%).

Importância da pesquisa – As informações obtidas por meio do Ranking Escolas Exponenciais podem ser uma importante ferramenta para os gestores escolares, principalmente devido às atuais transformações que o setor de educação tem vivenciado. “Essa pesquisa, trazendo uma fotografia da percepção das famílias sobre a qualidade do ensino e a satisfação delas em relação à educação, é uma informação essencial para entender o futuro da educação”, pontua Vahid Sherafat, cofundador e CEO da ClassApp e do Blog Escolas Exponenciais.

De acordo com Sherafat, os dados descobertos pela pesquisa foram obtidos exatamente no momento em que todas as atenção estão voltadas para a área educacional. “Sem dúvida, a área da educação foi profundamente afetada nos últimos meses. Essa pesquisa é essencial para entendermos onde estamos e para onde devemos seguir a partir de agora. A avaliação da escola, da qualidade do ensino e a percepção das famílias sobre esses processos, é essencial para a evolução das instituições de ensino básico”, acrescenta. 

Comentários