3 min de leitura

Os casos de ansiedade no ambiente escolar marcaram a volta presencial das aulas neste primeiro semestre. Para lidar com o novo cenário agravado pela pandemia, as instituições de ensino passaram a buscar formas de impulsionar a aprendizagem das competências socioemocionais.

Esse é o caso do Colégio Agostiniano Mendel, localizado em São Paulo (SP). Ao notar que os alunos, principalmente do ensino médio, apresentavam mudanças no comportamento, a gerente administrativa Claudia Ridolfi deu início a uma série de iniciativas para ampliar o diálogo com os adolescentes e com as famílias.

ambiente escolar
Equipe do Colégio Agostiniano Mendel, que fica situado em São Paulo

“O principal desafio no pós-pandemia foi a readaptação à rotina escolar. Os alunos perderam isso. Eles estavam indisciplinados, embora não goste dessa palavra, mas essa indisciplina era como um pedido de ajuda”, afirma.

A falta da vivência do ambiente escolar, no período do isolamento, foi sentida pelos estudantes, conforme explica Claudia. “Eles não tiveram essa vivência comunitária e começaram a ter atitudes até infantis, que você já não espera no ensino médio”, pontua.

Para trabalhar o emocional no ambiente escolar, o colégio tem promovido diversas dinâmicas com os alunos e conversando individualmente com as famílias.

E, para o planejamento do segundo semestre, a instituição de ensino deve manter o foco nesta temática.

“Vamos continuar o trabalho socioemocional com as famílias. Ainda vamos ter que olhar um pouco mais para esses adolescentes e para as crianças, porque têm crianças com ansiedade também. Com esse resgate bem feito, aí vamos planejar novas ações para 2023”, ressalta Claudia.

 

O que os educadores devem observar no ambiente escolar?

 

Carolina Campos, fundadora e diretora executiva do Vozes da Educação, listou 16 sinais relacionados com a saúde socioemocional que os educadores devem observar nos alunos. Clique aqui para saber identificar os principais sintomas de ansiedade e depressão no ambiente escolar.

 

Você já conhece o programa “Conversa com Escolas”?

 

ambiente escolar
Parte do time do Escolas Exponenciais foi visitar o Colégio Agostiniano Mendel

“Conversa com Escolas” é uma nova iniciativa do Escolas Exponenciais, em que diretores de escola têm a oportunidade de compartilhar os principais desafios que enfrentam no dia a dia.

Entendendo as demandas do setor, o projeto, que é exclusivo para os Associados, pode conectar gestores e mantenedores com iniciativas transformadoras voltadas para o ensino.

O bate-papo ocorre a partir de reuniões agendadas, seja online ou presencial. Foi em uma dessas conversas que a gerente administrativa do Colégio Agostiniano Mendel, Claudia Ridolfi, relatou sobre os desafios vivenciados atualmente no ambiente escolar.

Quem também já participou do “Conversa com Escolas” foi a diretora do Colégio Externato São José, localizado em Goiânia (GO), Tatiana Santana. Confira aqui esse bate-papo, que teve como foco a formação pedagógica.

Comentários