1 min de leitura

Chaim Zaher, dono do Grupo SEB, é novamente acionista da Estácio (atual Yduqs). O empresário retorna ao grupo de educação carioca, após quatro anos em que vendeu sua participação. Junto com sua família, Chaim possui uma fatia de 7,51%, porcentagem que o torna o maior acionista individual e o segundo maior, ficando atrás apenas da gestora de private equity Advent, que soma 14% da companhia, o equivalente a R$ 7,6 bilhões.

Entretanto, Chaim pode ainda conseguir aumentar sua fatia, chegando em 10%, uma vez que o empresário também tem 3% em ações da Cogna. A especulação do setor é que ele venda esse montante para concentrar o investimento na atual Yduqs. 

No segundo trimestre deste ano, a Yduqs registrou lucro líquido de R$ 116,5 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 79,5 milhões registrado no mesmo período no ano passado. No critério ajustado, o indicador teve alta de 0,5%, para R$ 143,5 milhões.

A empresa tem atualmente 824,1 mil alunos na sua base total, pouco atrás da Kroton, líder do setor. Entre os segmentos, o presencial a Yduqs recuou 15,3%, para 299,4 mil estudantes, enquanto o ensino digital registrou crescimento de 32,1%, para 511,4 mil alunos, e o premium (composto por Medicina e Ibmec) avançou 11,8%, para 13,3 mil, com destaque para a alta de 26,9% em Medicina (6,8 mil).

Comentários