1 min de leitura

Com o intuito de apoiar o enfrentamento dos impactos da pandemia na educação, o Ministério da Educação (MEC) instituiu Câmaras Técnicas para as etapas e modalidade da educação básica. O principal objetivo da medida é elaborar levantamentos, análises de dados e relatórios no âmbito da educação básica, para subsidiar as redes de ensino na atuação integrada dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, nas aprendizagens e na permanência dos estudantes.

Participam das Câmaras Técnicas representantes de diversas secretarias do MEC e representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Marcelo Ferreira Costa, vice-presidente da Undime, ressaltou a importância da iniciativa. “Precisamos melhorar os processos de avaliação dessas políticas, e fazer isso em conjunto. Estamos aqui trabalhando no sentido de instrumentalizar todos os dirigentes, fazendo jus ao lema da Undime, de que ‘não haja nenhum município tão distante’, pois no fim de tudo, o que importa é atender o nosso estudante que está lá na ponta”, afirmou.

As Câmaras estão divididas nas seguintes etapas e modalidades: Câmara Técnica da educação infantil; Câmara Técnica do ensino fundamental; Câmara Técnica do ensino médio; e Câmara Técnica da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A primeira reunião extraordinária ocorreu na última na primeira quarta-feira do mês. Já a primeira reunião ordinária está prevista para ocorrer virtualmente no dia 20 de setembro. Os documentos elaborados pelas Câmaras Técnicas serão disponibilizados no espaço destinado às ações para enfrentamento do Coronavírus no portal do MEC.

Comentários