tecnologia na educação

Views: 766

Written by:

Tecnologia na educação: como ela pode alavancar sua escola?4 min de leitura

Basta uma rápida análise do nosso cotidiano para notarmos que a era digital vem revolucionando a forma como produzimos, consumimos, nos relacionamos e como geramos e buscamos informação. E para acompanhar essa revolução causada pela chegada da tecnologia, as escolas do século XXI estão começando a transformar o jeito como apresenta e como produz conhecimento.

A chegada de novas ferramentas tecnológicas traz consigo um potencial enorme para promover isonomia e aumentar a qualidade da educação, além de oferecer uma aprendizagem que dialoga com o universo dos alunos das novas gerações e os ajuda a compreender e a lidar com os grandes desafios da contemporaneidade.

Mas, qual o real impacto que a tecnologia pode trazer à educação? Quais as tendências, benefícios, desafios e perigos que ela apresenta? Qual o papel do professor diante dessas novas tecnologias no processo educativo? Para ajudar gestores e educadores a lidar com a Era Digital na Escola, o Blog Escolas Exponenciais apresenta uma série de artigos sobre Tecnologia na Educação.

 

Como a tecnologia ajuda minha escola a crescer?

Dispor de um conjunto de recursos e ferramentas interativas e dinâmicas pode ampliar exponencialmente a forma como os alunos compreendem os conteúdos e como fazem aplicação prática do que aprenderam, se comparado aos métodos tradicionais. O ensino de matemática através de games é apenas um exemplo de como a tecnologia pode apoiar tanto professores como estudantes no processo educacional: enquanto para os docentes os games representam uma estratégia pedagógica mais criativa e eficiente, para os alunos é uma forma moderna, lúdica e envolvente de internalizar os conceitos de uma das disciplina “das mais temidas” do currículo escolar.

Porém, um dos pontos de maior impacto da Era Digital no ensino está na possibilidade de personalização da experiência do aprendizado – medida que têm reflexos diretos no ganho de qualidade para o ensino. Com o uso da inteligência artificial já é possível, por exemplo, acompanhar o que cada aluno aprendeu, detectar como ele aprende melhor, quais temas ele têm facilidades e quais os gargalos no seu aprendizado. O mesmo serve para a escola, que pode focar seu trabalho através de uma análise coletiva dos dados de desempenho dos seus estudantes.

Vamos supor que um colégio queira fortalecer sua marca como uma instituição com forte desempenho em vestibulares. Graças a um sistema de Big Data usado por essa escola, seu gestor sabe que, em língua portuguesa, a média dos alunos que prestaram a prova do Enem no ano anterior foi de 540 pontos – nota que não os qualifica a entrarem em boa parte das universidades federais, por exemplo, mas que, em contrapartida, está na lista de preferência dos seus clientes (pais e alunos).

Neste caso, fazendo uso da tecnologia, esse gestor pode mapear onde estão as principais falhas dos seus estudantes e focar em uma melhora de desempenho contínuo que tenha reflexos positivos nos anos posteriores, tanto no próprio Enem, como na imagem pública dos diferenciais da sua instituição.

Além da análise das provas formais e objetivas, já existem no mercado soluções tecnológicas que conseguem, inclusive, avaliar habilidades como proatividade, responsabilidade, trabalho em equipe, e raciocínio lógico, por exemplo, que são fundamentais para formar cidadãos com competências relacionadas ao novo século.

Todas essas possibilidades de avaliação eram praticamente impensáveis quando os arquivos estavam apenas em papel ou armazenados em plataformas diferentes e não integradas. Daí, um dos exemplos da importância do uso da Tecnologia na Educação.

 

Desafios e pré-requisitos

Tecnologias promovem disrupções. E com tantas informações e possibilidades, é normal que os educadores tenham muitas dúvidas sobre a melhor forma de lidar com as novas tecnologias na escola. Um primeiro passo neste aspecto é destacar que a capacidade de inovar que os colégios precisam ter para sobreviver e crescer nos dias de hoje não deve ser sinônimo de “compra de tecnologia”. Ou seja, ela não vai resolver todos desafios da escola. Outro equívoco comum também neste aspecto é achar que as novas tecnologias são apenas versões digitais de práticas pedagógicas tradicionais.

 

Entenda um pouco mais sobre o conceito de inovação aplicada à escola

 

Por isso, antes de sair comprando softwares e ferramentas para sua instituição, separamos 11 dicas que poderão servir de guia para os gestores assegurarem que o sonho de modernizar seu colégio, não vire um pesadelo.

Tecnologia na educação: 11 dicas para adquirir

 

Gostou? Que tal saber mais sobre Tecnologia na Educação?

A chegada de dispositivos tecnológicos nas escolas divide opiniões e por isso preparamos um infográfico para você refletir e descobrir quais pontos pode potencializar e quais precisam ser trabalhados na sua instituição em relação à esse tema. Confira!

Comentários