2 min de leitura

A decisão sobre a suspensão do uso obrigatório de máscaras pelas crianças nas escolas do estado de São Paulo pode ocorrer em até duas semanas. A informação foi divulgada por representantes da Secretaria Estadual de Educação durante uma coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (2). De acordo com a pasta, o assunto já está sendo debatido pelo governo paulista.

Ainda segundo o órgão, a flexibilização do uso do equipamento de proteção dentro do ambiente escolar é uma tendência mundial. Recentemente, os Estados Unidos e países europeus também retiraram a obrigatoriedade da utilização de máscara pelas crianças nos colégios.

No Brasil, o tema também tem sido cada vez mais discutido. No último sábado, o governo do Rio Grande do Sul publicou um decreto retirando o uso obrigatório de máscara para crianças menores de 12 anos. Com nova regra, a utilização passa a ser apenas recomendada para crianças de 6 a 11 anos, porém não será exigida.

O movimento Escolas Abertas, que tem como porta-voz Isabel Quintella, também tem ganhado força nas redes sociais, pedindo pelo fim da obrigatoriedade das máscaras. No Instagram, onde já são mais de 61 mil seguidores, Isabel faz publicações indagando sobre as comemorações do carnaval, onde adultos estavam sem máscaras, mas por outro lado as crianças precisam seguir os protocolos dentro das instituições de ensino.

“A mesma Saúde que autoriza evento com multidões pada adultos é aquela que obriga seu filho a usa máscaras durante aulas de educação física na escola, mesmo em ambientes abertos”, traz um post.

Vale destacar que Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que crianças a partir de 5 anos façam o uso de máscaras quando há alto risco local de transmissão do vírus.

 

*Com informações da Agência Estado

Comentários