1 min de leitura

O governo de Santa Catarina retirou a obrigatoriedade do uso de máscaras para crianças com idades entre 6 e 12 anos. Com o novo decreto, a utilização do equipamento de proteção por alunos com até 12 anos será facultativo dentro das instituições de ensino, ficando a critério da família. Segundo a administração catarinense, a adoção desse protocolo seguirá apenas como uma recomendação em ambientes públicos e privados.

Santa Catarina é o segundo estado brasileiro que deixa de exigir a utilização das máscaras pelo público infantil. O primeiro foi Rio Grande do Sul, que publicou um decreto no último sábado (26) retirando o uso obrigatório para crianças menores de 12 anos. De acordo com a nova regra, agora a utilização do equipamento de proteção passa a ser apenas recomendada para crianças de 6 a 11 anos, porém não será exigida.

Nesta semana, a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo informou durante uma coletiva de imprensa que a suspensão do uso de máscaras em escolas paulistas pode ocorrer em duas semanas. Porém, nesta quinta-feira (4) o governo recuou e disse que avalia a possibilidade de flexibilização em momentos recreativos e de educação física. Agora, a previsão é que a proteção seja retirada gradativamente nas instituições de ensino.

Na próxima segunda-feira (7) será a vez do Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 do Rio de Janeiro decidir se irá liberar o uso de máscaras em ambientes fechados.

Comentários