5 min de leitura

Com a suspensão das aulas presenciais, várias instituições foram obrigadas a repensar suas metodologias de ensino. Salas de aulas tradicionais, com cadeiras, lousa branca e projetor multimídia, tiveram que dar espaço às telas de computadores.  Esse desafio, embora atinja toda comunidade escolar, pega em cheio o trabalho dos professores que, geralmente, são os que estão ali na ponta mais delicada do processo, ou seja, no contato direto com os alunos. Isso reforça a necessidade de capacitar esses profissionais para que ofereçam a melhor experiência de ensino-aprendizagem.

 

Tendências da educação: aprendizagem colaborativa e ensino a distância

 

O que a crise nos ensina?

As escolas que já tinham uma cultura digital antes da pandemia foram menos impactadas pela mudança repentina do ensino tradicional para o ensino a distância. Isso porque, elas aprenderam previamente a usar a tecnologia ao seu favor. 

Esse é o caso do Colégio Ana Tereza, localizado em Salvador, Bahia, que desde 18 de março opera 100% virtualmente. As aulas, assim como as reuniões administrativas e a comunicação com os pais, estão sendo realizadas online com o apoio da plataforma Google for Education. Esse é um resultado do projeto de Educação 4.0 da instituição que teve início em 2018. 

De acordo com André Nascimento, gerente pedagógico do Ana Tereza, é preciso compreender que o modelo de educação do século XIX já não funciona mais. As novas gerações, Z e alpha, nasceram em meio a cultura digital, e as instituições que querem se manter relevantes precisam fazer essa passagem (do analógico para o digital). 

A capacitação de professores em tecnologia é uma mudança – importante e necessária-, pois é capaz de transformar positivamente a qualidade do ensino e do aprendizado, gerando benefícios para toda comunidade escolar, por exemplo:

  • Ensino mais dinâmico e participativo;
  • Engajamento de alunos desinteressados;
  • Modernização da instituição; 
  • Diferencial competitivo no mercado.

 

Confira dicas para minimizar os impactos financeiros da crise

 

 

Plataformas e cursos de capacitação

Consegue perceber a necessidade de capacitar os professores da sua escola? Esse é o primeiro passo para inserir uma cultura digital na sua instituição. Conheça algumas iniciativas globais que beneficiam escolas de todo o mundo:

 

Google for Education

O Google for Education é uma plataforma colaborativa para professores e alunos que permite o uso criativo da tecnologia através dos produtos da empresa, como Google Drive, Apresentações Google, Jamboard, Google Classroom e Chromebooks (linha de dispositivos).

Dentro da plataforma existe o Teacher Center, um programa de aprendizagem continuada que capacita professores, do básico ao avançado, para explorarem ao máximo os recursos do Google em sala de aula. Esses profissionais podem obter certificações e até treinar outros professores.

De acordo com Ana Clericuzzi, gerente de contas da Safetec, parceira Premier do Google, a plataforma permite uma verdadeira gestão educacional, integrando diferentes recursos para o ensino e a realização de atividades administrativas.

“Nós fazemos a implantação, a capacitação e damos o suporte necessário para que as instituições consigam promover uma mudança e ter professores certificados para darem sequência ao que ensinamos e, então, fazer a roda girar”, explica Ana.

Caso queira saber como utilizar o Google for Education e outras plataformas gratuitas para oferecer a melhor experiência de ensino à distância você pode conferir o curso que nós preparamos para toda escola que já trabalha com ensino remoto, e para toda escola que quer começar uma iniciativa EAD de forma simples e com o menor custo possível.

O curso vai te ensinar o passo a passo desde a implantação de uma inciativa de ensino a distância até a consolidação e monitoramento da mesma, tudo isso de forma simples, barata ou gratuita. Tudo isso, usando apenas as ferramentas do Google for Education e o ClassApp. Saiba mais sobre o Curso

 

Microsoft Educação

Outra gigante da tecnologia, a Microsoft, também possui uma plataforma que visa aprimorar a educação com uso da tecnologia. O Microsoft Education é destinado para professores, estudantes e também gestores escolares.

O Educator Center é um espaço específico para capacitação de professores. Nele, há cursos de curta e média duração, sobre temas variados, como TICs na Aprendizagem, Cidadania Digital e Design de Apresentação, além de ideias de planos de aula e dicas de como montar uma sala de aula virtual.

 

Apple Teacher

O Apple Teacher é um iniciativa que visa capacitar e premiar professores que utilizam os produtos da marca na sala de aula. Ao se inscrever no programa, o professor faz uma trilha sobre o iPad e o Mac e aprende a usar de forma criativa ferramentas como iMovie, GarageBand, Keynote e Pages. Também é possível obter uma certificação e ganhar o selo Apple Teacher.

 

Fundação Lemann

Em parceria com o Instituto Península, a Natura e outras grandes empresas, a Fundação Lemann oferece cursos para professores e gestores. Confira algumas opções:

  • Ensino Híbrido – Personalização e Tecnologia na Educação; 
  • Explorando os recursos educacionais da Khan Academy;
  • Aprenda a ensinar programação com o Programaê!.

 

Escolas Conectadas

O ProFuturo é programa da Fundação Telefônica Vivo e da Fundação “la Caixa” que visa incentivar a formação continuada de professores da educação básica. Conheça os cursos:

  • Escola Digital: tecnologias e currículo;
  • Experiências educativas inovadoras usando as TIC;
  • Escola Digital: curadoria de objetos digitais de aprendizagem.

 

Confira soluções gratuitas ou de baixo custo para implantar ou aprimorar o EAD da sua escola!

Comentários